Não confunda gelo com castanha


Em japonês é assim. Uma letrinha ou entonação erradas podem causar o maior transtorno. Outro dia queria dizer a um amigo japonês que entendo um pouco a língua dele. Escrevi … wakaremasu. E em vez de “posso entender”, essa palavrinha aí significa “separar”. Só porque usei “e”, no lugar de “i” (o certo seria wakarimasu). Ou seja, se a idéia era me aproximar dele, a mensagem sugeria o contrário…

E na semana passada, fui toda metida falar em japonês com um barman japonês:
_ Sumimasen, omizu hitotsu onegaishimasu. Ah, kuri nashi onegaishimasu.

Pensei que tivesse falado:
_ Por favor, uma água. Ah, sem GELO, por favor.

Na verdade, eu disse:
_ Por favor, uma água. Ah, sem CASTANHA, por favor.

Sem gelo seria koori nashi (leia ko-o-ri). Ainda bem que eu pedi nashi (sem). Pior seria uma água com castanha (kuri) né.

FOTO: aqui em casa tem kuri, a tal castanha típica do Japão. Voltem amanhã para verem a foto. É que se eu fotografar agora (quase meia-noite) não vai ficar legal. Melhor fotografar de manhã… Espero que vocês ainda confiem em mim. O JAPÃO DO EWERTHON, que seria publicado na segunda-feira continua só na promessa, eu sei. Acho que ele anda sem tempo. Mas vai escrever sim, eu acho.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s