Sayoonara, Tokyo


Não moro mais em Tokyo. Hoje, me mudei para Nagoya. É uma cidade grande, bonita, desenvolvida, cosmopolita. Mas não é Tokyo. É cedo para eu falar que não tem a energia, a magia e o encanto de Tokyo. É cedo para eu falar que a vida em Tokyo é melhor. Mas não é cedo para eu falar que vou sentir muita saudade de Tokyo.

Saudade daquele cruzamento de Shibuya, que sempre aparece nos filmes: um monte de japoneses atravessando a rua, numa faixa de pedestre diagonal (aliás, duas. Em forma de “x”) e, nos quatro cantos do cruzamento, aqueles prédios com letreiros iluminados e coloridos e – o mais legal – aqueles telões (literalmente “ões”) não só com imagem, mas também com som.

Saudade de Roppongi, o bairro da badalação, o bairro dos estrangeiros: ingleses, franceses, americanos, canadenses, africanos, sul-americanos, australianos, árabes… acho que só não vi asiáticos lá. Nem japoneses!

Saudade de Shinbashi, o bairro dos “salarymen”, aparentemente sem graça, mas que é onde fica o “bar-colírio”, o meu preferido. E o da Angelica também. E o de muitas outras mulheres também, eu sei. Já contei que neste bar todo o “staff” é de modelos (japoneses e um americano). Eles são lindos, simpáticos e uma ótima motivação para estudar japonês (ou inglês, no caso das fãs do americano).

Saudade das pessoas sempre apressadas, que não têm tempo nem para ficarem paradas na escada rolante. Os poucos que têm esse privilégio ficam no cantinho da esquerda para não atrapalharem o trânsito dos demais. Esperar o próximo trem (que, geralmente, demora 3 minutos), não dá!

Saudade até dos bêbados, com aquele cheiro de saquê e a cara vermelha de tanto beber, caindo pra cá e pra lá, no trem lotado depois das 11 horas da noite.

Saudade dos amigos brasileiros, japoneses, europeus, australianos, americanos, peruanos, colombianos, bolivianos, chineses, coreanos, que moram em Tokyo. Como eu morava.

Saudade da Yamanote, a linha de trem mais famosa de Tokyo, que circula a região central. Pára em Shibuya, Shinjuku, Shinbashi, Ueno, Harajuku, Shinagawa e em todos aqueles bairros famosos que estão nos guias de viagem.

Saudade, saudade, saudade! E tristeza de deixar de ser uma cidadã de Tokyo. Eu sempre disse que o olhar do turista não é tão legal quanto o olhar do forasteiro, aquele que se mudou para ali. E, agora, não sou mais uma forasteira. Vez ou outra, serei turista.

Forasteira, agora, só em Nagoya. E assim que essa dorzinha de saudade de Tokyo passar, vou tomar as providências para um dia também sentir essa dorzinha de saudade daqui.

FOTO: eu, a Angelica e parte do staff-colírio, na minha última (como forasteira) balada em Tokyo.

Anúncios

12 Respostas para “Sayoonara, Tokyo

  1. Eu tambem fique triste…
    Sera que me acostumbro a vivir sola?

    Quien bailara en medio del comedor la musica de Madonna sin darle importancia a los vecinos viejitos que siempre salen a tomar aire al balcon del frente?

    Quien dira “vou a dormir cedo para acordar animadisima” los fines de semana y al final solo abrir los ojos al mediodia para decir “tengo flojera”?

    Quien me dira “tengo una idea brillante”, me acompanhara a shinbashi, me hara reir hasta el cansancio, ira conmigo a la “loja exquisita” y siempre torcera a mi favor?

    Que dificil que alguien ocupe ese lugar…

  2. Ahora que usted habita en Nagoya, mire la muestra de fotos acerca de Chernobyl. http://pequenascousas.blogspot.com/2006/04/chernobyl-nunca-mais.html
    despues tu saberas porque estoy a escribir en la lengua de Llosa.

  3. Minhas saudades de Tokyo nao passam nunca.

    Estou aqui desolada.

    Qualquer outro lugar do mundo sucks. Gambatte em Nagovski.

  4. Karina, ja mudou….?!
    Me sinto triste… Nao temos chance encontrar aqui no Toquio de novo,ne.
    Mas meus pais moram em Nagoya e eu sempre volto pra la. Queria encontrar voce la! Ta ok? No verao eu pretendo voltar.
    Em Nagoya tem lugar chamado “Osu”(大須) e tem varias lojas, restaurantes, temples, e ate loja s brasileiras(eu sempre compro CDs la).
    Nagoya vai ser interessante para voce!
    Karina, vou ler seu blog e vamos entrar contato!
    元気でね! また会いましょう。

  5. Ai, depois do que a Angel escreveu (que coisa linda, snif, snif…), nem deveria me atrever a comentar. Na verdade o que eu tinha pra falar pra você eu já falei. Mas vou escrever aqui pra todo mundo ler. Com todo respeito aos meus colegas de redação, acho que o ambiente aqui perdeu muito da graça agora que você não está. E acho que todos concordam comigo. A gente vai rir dos micos de quem agora? Sei que o trem-bala é caro, mas vê se vem a Tokyo sempre. E não só por causa dos gatões de Shinbashi!

  6. Quantas saudades!
    Se eu pudesse citar só uma, eu citaria o Bic Camera e as compras pelo kakaku.com. Taí duas coisas que não poderia fazer como turista. E tá bom demais!

  7. Oie!
    Apesar da minha estadia em Tokyo ter sido super rápida, tb sinto mtas saudades da capital japonesa. Da agitação, das baladas, de tudo… Sempre que puder, podemos combinar alguns passeios por lá. Isso inclui, é claro, o nosso bar-colírio! Aliás, a balada do dia 12, já está na minha agenda!
    Adorei a sua foto! Que lindos!!!Uma dúvida… Aquele lá de boné, é o Perfil? Ou estou confundindo?
    bjinhos

  8. Karina Almeida

    PARA ANGELICA

    também estou sentindo muito a sua falta, “mi maestra”!

    mas não vou fazer ninguém chorar… (eu confesso que fiquei emocionada com a sua mensagem. snif, snif…)

    ah, e já estou à procura de uma idéia brilhante pra não deixar você voltar para o peru!

    PARA J. COMESSU

    obrigada. ótima dica!

    PARA BIA

    e você pensa em voltar? você está me devendo uma ida ao bar-colírio, esqueceu?

    PARA HITOMI

    vamos encontrar sim! estou com saudades de você!

    vou mandar email, ok?

    PARA RAQUEL

    snif, snif… já tô com saudade de vocês! e morrendo de medo de vocês estarem pensando: “nossa, como a redação ficou tranquila!”

    PARA EMERSON

    não acredito que você vai sentir saudade só disso! pensei que você fosse o único estrangeiro a gostar mais de tokyo do que eu…

    não vai me dizer que já não gosta tanto?

    PARA THASSIA

    o “perfil” não tá nessa foto. é aquele que tirou foto com você. tá no seu orkut (eu vi!). esse aí é o “boina”.

    a gente se encontra lá em tokyo!

    beijos para todos 🙂

  9. Por todo esse tempo Tokyo sempre me deu alegrias, mas Tokyo sem cachaça mineira não é a mesma coisa. Meu suprimento está chegando ao fim e se não abrirem uma cachaçaria rápido não sei o que poderá acontecer.

  10. Naomi Sogawa

    Boa sorte ai na sua cidade nova… A pergunta que nao quer calar? Como assim, voce mudou??? beijos.

  11. Karina Almeida

    PARA EMERSON
    uai, pensei que voce fosse paulista, so!

    PARA NAOMI
    foi transferencia no trabalho. nao de trabalho. mas a minha chefe perguntou: “estamos precisando de uma pessoa em nagoya e pensamos em voce…”. eu disse ok e to aqui 🙂

    bjos 🙂

  12. Ricardo R. Carvalho

    OI td bom ?
    meu nome eh ricardo tenho 21 anos e moro em São Paulo, capital
    curto muito musik eletronica e assisti um filme outro dia e comecei a pirar nas baladas de toquio…queria q vc me descrevesse como são….tenhu mta vontade de conhecer o japão…mas esse eh um sonho um pouco distante no momento….se puder me ajudar agradeço e mto……meu e-mail eh: rickrezes@uol.com.br
    obrigado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s