EXCLUSIVO: Entrevistei o Abe!

Ele também se chama Abe, mas não é o primeiro-ministro japonês, (Shinzo) Abe. Nem parente dele. “O kanji é diferente”, explica. A língua japonesa tem dessas coisas. Às vezes, as palavras são iguais, mas se os ideogramas são diferentes, o significado certamente é diferente. Deixa pra lá. O que importa é que eu consegui entrevistar o Abe. Quero dizer, o Motoki Abe.

O Motoki não é artista, político, modelo, nada disso. Daí o meu interesse em entrevistá-lo. Eu queria mostrar como é a vida de um cidadão comum no Japão. Confesso que fiquei surpresa com algumas respostas dele. Já tinha percebido que o Motoki é uma pessoa muito bacana, mas pensei que fosse machista como todos dizem que o japoneses são. Me enganei!

Somos amigos porque frequentamos o mesmo bar e porque ele fala espanhol e ficou amigo de uma amiga peruana. Mas sempre que a gente se encontra, tentamos conversar em japonês. Foi idéia minha. Tenho medo do meu “portunhol” estragar o espanhol dele.

E a entrevista, acreditem, foi em japonês. Ok. Confesso que foi preciso recorrer ao espanhol ou inglês algumas vezes, mas juro que foram pouquíssimas vezes. A gente conversou no bar de sempre. Eu tomando o meu umeshu (licor de ameixa) e ele tomando a cervejinha (Corona) e o Bloody Mary dele. O Motoki, muito simpático, defendeu muito bem a imagem dos japoneses. Confiram.

Pera aí. Não é beeem uma entrevista. É só um perfilzinho (que pelo tanto de texto, virou um perfilzão). Não se esqueçam de que o meu “domínio” de japonês ainda é básico. Muito básico! Se quiserem perguntar mais coisas para o Motoki, tudo bem! Escrevam aqui e eu peço para ele responder ; )

Quem é ele?

Motoki Abe, 37 anos. Casado há dez anos com uma japonesa dois anos mais jovem. Tem duas filhas, de 8 e 6 anos. A mais velha se chama Maria. Isso mesmo: MA-RI-A! A caçula se chama Reina, que em espanhol signifca rainha. Ah, a esposa é programadora de computadores.

Os amigos do trabalho o chamam de Abe-san (senhor Abe). Os outros amigos o chamam de Abe. A família o chama de Motoki. Os (poucos) amigos estrangeiros o chamam de Motokito. Esse “ito” aí é de “pequenito” mesmo, mas ele tem mais de 1,80m de altura.

Trabalho

Fez faculdade de Economia. Virou corretor de imóveis e, há dois anos, abriu uma imobiliária. A empresa dele fica perto da estação de Tokyo – zona nobre da cidade – e só aluga imóveis comerciais. Perguntei até quando ele pretende trabalhar. “Até morrer”. Fiz cara de espanto. “Eu adoro o meu trabalho”, justificou.

Transporte

O Motoki tem carro, mas é a esposa quem usa. Ele anda 20 minutos de bicicleta (sim, de terno. Aqui é comum) até a estação mais próxima da casa dele, mais 40 minutos de trem e outros 10 minutos a pé até chegar ao escritório. De segunda à sexta-feira. A jornada de trabalho é de mais ou menos 12 horas por dia: de 9h da manhã às 9h da noite.

O que você faz para passar o tempo, dentro do trem? Lê mangá? Ouve música com o iPod? Ele riu: “Não, não. Eu leio livros. Mangá eu lia quando era mais jovem”.

Casa

Ele nasceu e trabalha na capital japonesa, mas mora em Chiba, cidade nos arredores de Tokyo. Mora em casa própria. Não perguntei se é casa mesmo ou apartamento, mas deu pra perceber que é grande (para o padrão japonês): 100 m2, divididos em 3 quartos, sala, copa e cozinha. Deve ter garagem…

Comida

Ele adora natoo, a comida mais odiada pela maioria dos estrangeiros que vivem aqui. É realmente um prato nada atraente: uma espécie de soja fermentada, que “baba” mais que quiabo. Parece comida estragada, mas dizem que é uma beleza para a saúde. E para a pele!

O Motoki come natoo todos os dias, exceto nos finais de semana. Ele explicou que a esposa não tem tempo de cozinhar de segunda à sexta, então ele se vira com a marmita de natoo, arroz e iogurte. Em compensação, nos finais de semana, eles cozinham juntos e capricham no cardápio: peixe, salada, massa, carne, ramen (uma sopa de macarrão, carne e legumes, tradicional na China e aqui também) e por aí vai.

Férias e final de semana

Ele descansa três vezes por ano: 10 dias na primavera (no famoso feriado chamado Golden Week), 1 semana no verão e 2 semanas no inverno (final de ano). Fora os feriados, que não são poucos. Nesses dias, ele vai à praia, a Tokyo Disneyland (que na verdade, fica em Chiba), ao onsen (fonte de águas termais, que os japoneses adoram) e já viajou para Guam, uma ilha do Pacífico muito frequentada pelos japoneses.

Nos finais de semana, ele faz a faxina da casa. Sim! Ele disse que a esposa não gosta muito de fazer faxina e ele sempre ajuda! Depois, ele faz compras e vai passear com as filhas no parque perto de casa (os parques daqui não são parquinhos não. É uma delícia passear no parque).

Perguntei: e você não sai com a sua esposa? “Só os dois? Hum… a gente vai ao museu…” Pelo visto, os passeios são sempre em família. E a cervejinha, sempre com os amigos. Sem a esposa. Mas ele contou que a esposa também toma a cervejinha dela com os amigos. Sem ele. Outro dia, ele me disse que casamento sem confiança não dá certo. Ele confia na esposa e vice-versa. “Legal”, pensei.

Viagens

Depois do casamento, ele só viajou para os Estados Unidos (de lua-de-mel) e para Guam, a tal ilha que falei. Mas ele já esteve na Espanha – aliás, ele morou lá durante 1 ano – Alemanha, Portugal, Bélgica, Holanda, China, Coréia, Tailândia, Cingapura e conhece o Japão de ponta a ponta. Todas as viagens internacionais foram a passeio. Já as viagens domésticas foram a trabalho.

Ah, além de falar espanhol, ele estudou um ano de francês (“mas já esqueci tudo”) e inglês, na escola.

Vício de japonês

Você vai ao pachinko (casa de jogos) e ao sunakku (bar só para homens, onde só trabalham mulheres)? “Não”, respondeu, seguro. Depois, confessou: “ia ao sunakku com o meu pai, quando eu era universitário”.

Mas ao bar (esse!) você vem sempre… “Antes, três ou quatro vezes por semana. Agora, uma ou duas.” Por quê? “Porque tenho que ir à academia. Não quero ficar gordo.”

Estrangeiros

Se suas filhas se casarem com estrangeiros… “Não tem problema. Se for um marido inteligente e boa pessoa, não importa se é estrangeiro”. “Aliás”, emendou, “elas têm nomes fáceis para os estrangeiros pronunciarem. Quero que minhas filhas conheçam outros países quando estiverem na faculdade. Elas precisam ver que o mundo não tem só japoneses”.

Última pergunta

Você é feliz? “Sempre!”.

Anúncios

29 Respostas para “EXCLUSIVO: Entrevistei o Abe!

  1. Achei super-fofa a entrevista!! Admiro ainda mais o Motoki agora!! E outra coisa q acho muito legal nos japoneses eh essa coisa da confianca entre os casais!! Mas eu tenho uma pergunta pra ele: Como ele encara a traicao?? Gostaria de saber qual o peso da traicao nos relacionamentos para os japoneses!!
    Beijinhos

  2. Se não fosse pelo nato ele seria perfeito 🙂

  3. mulher solteira procura

    Eu tb adorei a entrevista! Agora bota tb perfis de homens solteiros. De preferencia, com email e telefone pra contato. 😀

  4. Angélica Camacho

    Motoki kun, Motokito o Motokisimo es realmente lo máximo!! Yo estoy muy agradecida de haberlo conocido!
    Un lindo perfil que me hizo olvidar (por un momento)la interrogante que siempre le hacía: Por que los hombres japoneses son tan extraños?

  5. Legal a idéia do perfil… O mais curioso foi realmente o nome das meninas. Lembro que há um tempo atrás eu conheci uma japonesa pela net, e o nome dela era Julie. Perguntei (entre outras coisas) se era comum no Japão as pessoas usarem nomes ocidentais, mas ela nunca respondeu essa pergunta. Cheguei a pensar que ela tivesse ficado ofendida de alguma maneira…

  6. Quantos Motoki haverão no Japão.
    Também gostaria de ser amigo do Motoki, parece ser uma pessoa sofisticada e culta.

  7. Que bom saber que ainda existe uma pessoa como ele por aqui no Japao, a qual tem a ideia internacional que e um pouco diferente da que outros jeponeses tem! Adorei totalmente o jeito que ele e!

  8. Gisele Scantlebury

    O Abe vai acabar ganhando fã-clube. Muito boa a entrevista. 🙂

  9. Ele ta de olho na perua!!! kakakaka!!!!

    Vc tomando o Umeshu e ele o Bloody Karina kakaka!!!!!

    Comadre, adorei a entrevista juro!!! Os nomes das filhas sao faceis para estrangeiro pronunciar foi demais hem!!!!

    Ja vi porque ele gosta de Blood Karina he he he!!! Apesar de ele ser japones e eu brasileiro com muito orgulho, a vida de casado eh muito semelhante com qualuqer povo C nao acha?

    Eu tambem gostava de cozinhar junto, por isso nao passo aperto aqui quando cozinho sozinho, tudo aprendido com as EX, hehehe!!!!

    Po, ate aprendi que para tirar o cheiro do arroz queimado, e so por um pedaco de carvao em cima do arroz e fechar com a tampa. Bao eh que da certo mesmo???? Nem acreditei.

    Com a mae da minha filha Naomy aprendi a fazer quiabo com frango. Adoro e eh facil. Entao lembrei da sua comparacao do natoo com baba de quiabo ha ha ha!!!

  10. Adorei! Quem diria um japa ajudando na faxina? Ajudando a cozinhar? O Abe é o máximo, não?
    Levando uma vida pacata e feliz. Simplicidade é tudo!
    beijos!

  11. Eu queria saber se o pensamento em relação á casamento a estrangeiros parte dos príncipios do Motoki apenas ou se é um pensamento que já faz parte da sociedade japonesa?? – pergunto sem nenhum interesse em me casar com um deles, claroooooooo! rsrsrsrs
    Ah gostei da pergunta da Shigeka sobre traição! Quero saber tb!

    Ah Karina, eu queria saber como é q surgiu essa oportunidade sua de trabalhar aí no Japão? Cada vez mais penso em tentar seguir no jornalismo no Japão! Tem muita diferença a redação japonesa com a brasileira?

    Tá, as perguntas deveriam ser para o Motoki, mas ñ resisti!! rsrs

    Bjos

  12. Amei a entrevista com o Abe!

    É positivo mostrar um pouco dos japoneses da nova geração, que pensam de forma diferente do tradicional.

    No início eu estranhava muito esse lance do casal sair para beber cada um com seu grupo de amigos, mas hoje vejo isso como uma coisa bem positiva para o casamento. 🙂

  13. 5% dos casamentos japonses sao com estrangeiros. A grande maioria entre japoneses e mulheres da filipinas, china, corea, tailandia. Em 2005, 241 japonesas se casaram com ingleses. Em geral japonesas se casam com brancos caucasianos do 1 mundo e japoneses com mulheres pobres do terceiro mundo. Mais de 50% dos casamentos com estrangeiros terminam em divorcio aonde o lado japonese tem o direito de tomar os filhos e negar completamento acesso do estrangeiro aos filhos ( o japao nao assinou a convencao de Hague) entao casar com um japones eh sempre um negocio de risco se envolve filhos. 33% dos casamentos japoneses termina em divorcio e traicao eh muito comum, tanto do lado do homem como da mulher. afinal , o japao traz 130000 mulheres estrabgeiras todo ano, para trabalharem em prostituicao e snacks bars disfarcadas sob o visto de “entertainers” (so Deus sabe q tipo de entretenimento”) . O japao eh acusado por pais mais civilizados de praticar trafico de mulheres. Por ameaca de sancoes americanas ficou mais dificil para asiaticas virem ao japao e eh por isso q hoje se veem tantas russas, eslavas e colombianas. Entao se v for mulher, pobre e desempregada e falar um pouco de japones v tem uma boa chance de casar com um japones. So nao esqueca de fazer seu hesokuri, em caso de divorcio ficar esperta comos filhos, mudando do pais no primeiro sinal de separacao para nao ter seus filhos sequestrados para sempre…

  14. e so complementando…. o koizumi ( q parrce tao bonzinho, ne karina) qdo se separou da mulher, tinha dois filhos e a ex-mulher estava esperando um outro. Depois do divorcio ele se recusou a encontrar o filho q ainda nao tinha nascido, e nunca deixou a ex-mulher ver os outros dois filhos ( q foram criados pela irma dele). Mas isso eh muito mormal no japao, entao ninguem liga. Ha uns 3 anos atras o ex-filho, q hoje eh ator e tem uns 20 e tantos anos, tentou encontrar o Koizumi, mas ele se recusou a ver o filho… Eh, a alguns japoneses tem um coracao de ouro….

  15. e completando…se v gosta de um casamento sexless o japao eh o pais perfeito para v… A grand emaioria dos casamentos japoneses eh sexless (sexo menos de 1 vez) por mes. A media de sexo dos japoneses eh 36 vezes por anos (pelo menos com o parceiro oficial) . Eh muito dificil ver familias reunidas em restaurautes, ehm geral so qdo tem filhos pequenos… As mulheres se encarregam dos filhos e os tratam como se fossem uma propriedade ou bichos de estimacao e muitos homens passam o tempo livre nos pachinckos da vida ou bares ( aonde geralmente acabam se emvolvendo com uma estrangeira q eles sempre acham quentes e nao tao dificieis de conquistar como as japonesas. Ja as japonesas preferem os homens caucasianos e eh famoso no Hawai a expressao yellow taxi ( pq eh so chamar q elas vem… rss)

  16. Oi Karina! Adorei a entrevista! Ele parece ser muito inteligente e vivido. Mas aí pensei: ele tem experiências de vida em outros países e isso sempre abre a mente das pessoas. Se fosse a mesma entrevista com um japa q nunca tivesse saído do Japão, será que as coisas não seriam diferentes?
    Beijinhos

  17. Puxa, Ka. Só agora tive tempo de dar uma olhadinha no seu blog. Está muito legal!!!

    Adorei a entrevista que vc fez com o japinha. Tá ótima!. Aliás, podíamos fazer uma matéria sobre blogs de brasileiros no Japão. O que vc acha?

    Bjs.

  18. Karina Almeida

    PARA SHIGEKA
    perguntei pra ele sobre a traicao. sabe o que ele disse: ue, no brasil nao tem traicao? ele disse que aqui eh igual. tem gente que trai e tem gente que nao trai. bom, acho que esse assunto rende nao so um post, mas ateh um blog ne! depois a gente tenta arrancar mais informacoes do motoki 😀

    PARA MARCIA
    hihihihi… contei do seu comentario pra ele. ele morreu de rir!

    PARA MULHER SOLTEIRA PROCURA
    xii, meu japao vai virar agencia de casamento. hihihi…

    PARA ANGELICA
    seu comentario foi o unico que o motokito entendeu. e ele ficou super feliz!

    PARA FW
    tb fiquei surpresa com o nome das meninas. nunca imaginei uma japonesa chamada maria. Achei super legal!

    PARA AFI
    pois eh, não sei quantos motoki existem no japao. mas acho que tem mais de um sim. espero!

    PARA YAYOI
    ateh voce (que eh japonesa) ficou surpresa com o perfil do motoki. que legal!

    mudando de assunto, queria mandar email pra vc… posso?

    PARA GISELE
    eh mesmo. ele ganhou um monte de fas!

    PARA ONSY
    voce so pensa naquilo! hihihihi…

    PARA SAYURI
    bem-vinda ao meu japao! espero que voce volte sempre! tambem achei o maximo ele ajudar na faxina e na cozinha. maridao ne? hihihi…

    PARA KARINA
    menina, eh muito dificil entender os japoneses. acho que tem muita gente como o motoki, mas tambem tem muita gente bem diferente dele. como diz o proprio motoki, depende muito de cada pessoa.

    ah, me passa o seu email e a gente conversa melhor sobre o trabalho aqui ; )

    PARA PAULO
    acho que voce disse tudo: nova geracao! tudo indica que os mais jovens são bem diferentes dos japoneses mais antigos ne?

    PARA ANONIMO
    eh impressionante como o MEU japao eh diferente do SEU japao ne? mas acho otimo voce escrever aqui. eh uma oportunidade de ver os dois lados, como voce mesmo sugeriu.

    PARA MAIRA
    otima sugestao! um japones que nunca saiu do pais deve ter a cabeca bem diferente da do motoki. vou ver se consigo fazer mais entrevistinhas com outros japoneses, pode deixar!

    PARA SANDRA
    que bom que voce gostou! e espero que volte sempre aqui no meu japao. quanto a sugestao de pauta, eu acho otima. vou conversar com o pessoal.

    obrigadissima e bjinhos PARA TODOS

  19. COMENTARIO DO MOTOKI

    (esqueci de colar aqui antes!)

    カリナさん

    きっと カリナは いっしょうけんめい ブログを かいたのでしょうね?
    ほんとうに うれしかったです。

    ブラジルの ひとが にほん や にほんじん を すきに なってくれる
    と うれしいです!!

    Pero no te dije ninguna mentira para que les gusten. Claro que me
    crees,verdad?

    でもね、なっとう は おいしいよ!!!
    いちど たべてください!! 
    けんこうにも いいよ!!!

    アンジェリカ の コメントも よんだよ。
    なつかしかった!
    アンジェリカ も にほん に もどってくればいいのに!

    ふりん?ははは!!!
    なんで しりたいの?
    ブラジル の ひと は ふりん しないんですか?

    じゃあ、あした バー で あったら
    ふりん について はなしましょう!

    じゃあね!

    RESUMINDO…

    ele disse que ficou super feliz com a entrevista. disse que quer que os brasileiros gostem do japao e dos japoneses, mas nao disse nenhuma mentira para isso.

    disse que natoo eh gostoso sim! que a gente tem que experimentar!

    disse que entendeu o comentario da angelica e perguntou, depois de dar risada, “por que queremos saber sobre traicao”. no brasil nao tem??

    ele disse que depois a gente podia conversar mais sobre isso, viu SHIGEKA? depois a gente cobra dele.

  20. eh minha cara.. o meu japao eh muito diferente do seu….pq o seu japao eh o japao da ilusao, dos sorrisos falsos….da mentira e da falsidade….o seu japao eh bonito por ignorancia…. nao por realidade… O japao real eh o japao do LDP, da falsidade….do japao aonde eles entopem criancas com carne de baleia com indices de mercurio e metais pesados 4000 vezes acima do limite permitido pelas organizacoes internacionais de saude pq matar baleias eh um direito japones… o seu japao eh o o japao aonde estrangeiras q se divorciam de japoneses sao deportadas sem direito a nada …o seu japao eh o japao q cobra 900 % de impostos em produtos agricolas como arroz (mas so importa dos EUA por causa da balanca comercial) mas q quer sempre vender carros e bugigancas para os paises pobres do terceiro mundo sem impostos… Nos vivemos num mundo globalizado nao eh ? Tudo no seu japao se resume a falsidade e mentira… DO japao q diz renunciar as armas nucleares mas q tem plutonio suficiente pra fazer centenas de bombas atomicas num piscar de olhos e sempre escolhe o tipo de usinas nucleares muito mais caras q geram plutonio como residuos finais (pq sera ne?).
    No meu japao os filhos de brasileiros nao precisam ir na de escola ( so japoneses sao obrigados por lei a frequentarem escolas)… MAs v nao sabe disso ne? … Brasileiros sao apenas “sub humanos” ( mesmo q sejam da mesma raca japonesa) destinada a trabalhar em fabricas sujas para q os japoneses ganhem dinheiro… E como essas pessoas sao pobres e ignorantes agradecem sempre aos ceus pq no brasil estariam desempregados…

    Eh bom ser ignorante…. assim tudo parece tao bonito …..

  21. Claro, Karina! Sera um prazer! Este e o meu e-mail.

    yb.mari@gmail.com

  22. Karina Almeida

    PARA ANONIMO

    nao quero transformar esse espaco – que foi criado com muito carinho – num “barraco virtual”.

    portanto, nao vou mais aceitar comentarios grosseiros como esses que voce tem escrito. ter ponto de vista diferente eh uma coisa. ser mal educado eh outra.

    da proxima vez, vou deletar.

  23. Parabens Karina pelo blog e pela entrevista com o Motoki. Ele realmente e um japones de exemplo. E legal mostrar sim um lado positivo do Japao. Sabemos que ha japoneses e japoneses. Brasileiros e brasileiros. Acredito que qq pais do mundo, ate o nosso querido Brasil tem um lado bom e um lado ruim. Pq o Japao nao teria? Alias, tudo na vida tem dois lados. Tudo!Ate as pessoas. Se ha brasileiro malandro, corrupto, vagabundo, metido a coitadinho,ha tbm conterraneos esforcados, trabalhadores, honestos etc. Pq nao haveria de ter contraste no Japao? Claro que tem! Tem japones grosso, safado, vagabundo, assim como ha os tipos bons, de familia, honestos e trabalhadores. Assim como ha americanos metidos a 1 mundo, mas que vivem enfurnardos em cubiculos em Nova York e ha os americanos que sabem que America, tem do Sul e Central tbm. Tudo! Tudo! Tudo tem dois lados! Por que so o Japao nao teria? Tem sim!A grande diferenca esta no livre arbitrio. Cabe a cada um o direito de querer enfatizar um lado ou o outro. Nenhum lugar e pior nem melhor do que o outro, seja ele do 1 ou do 3 mundo, quando ha intencao de mostrar um so lado da moeda. Se o Japao tem defeitos, o Brasil tbm os tem, assim como Italia, Franca etc. Basta querer enxergar. Ha quem prefira enfatizar o lado positivo e ha, claro, como tudo tem dois lados, olha ai, os que so se comprazem em destacar os lados negativos. Claro que ha os dois tipos. E fato. O mundo e assim!Parabens pela escolha!

  24. Oii

    Meu email é kittytieminha@yahoo.com.br

    Bjos
    Ps: Sim, eu tb adoro a Kitty-chan!! rsrs

  25. Vamos sim fazer render mais esse assunto da traicao com o Motoki!! Pois como eu disse anteriormente, eu acho muito bacana a desencanacao e a confianca que os casais por aqui tem um pelo outro!! Queria entender mais, pra ver se eu consigo aprender com eles!! Eh muito mais maduro e essa coisa de viver insegura achando q o outro pode trair a qualquer oportunidade eh horrivel!!
    Outra coisa, apoio a sua decisao de deletar os comentarios ofensivos desse tal anonimo!! Que coisa mais desagradavel!!
    E nao concordo com o que ele disse que aqui soh tem falsidade e mentira. Como assim?? Isso aqui eh um espaco que vc criou pra escrever sobre as SUAS impressoes e o SEU ponto de vista sobre o Japao. Entao vc tem todo o direito de escrever sobre e da forma como bem entender!!
    Concordo que a gente tem que ver os dois lados de tudo pra nao ficar alienado, mas mil vezes melhor ver soh o lado positivo do que soh o lado negativo, neh?? Cruzes!!
    Beijinhos, fofa.

  26. Bacana esse cara, o Abe.
    Lendo sobre a questão da traição no Japão, lembro que certa vez me explicaram que quando o homem descobre que esta sendo traído, ele pode entrar na justiça pedindo indenização por danos morais e tal. Mas o curioso da história é que o RICARDÃO é quem paga o pato. Soube que alguns (certamente muitos) brasileiros já se deram mal. Saindo com mulheres japonesas casadas, foram descobertos e tiveram que pagar uma boa soma em dinheiro.
    Achei isso muito…assim..civilizado. Afinal, matar o sacana só vai trazer dor de cabeça.rsrsrs

    Karina, não esquenta com o anônimo. O sujeito deve estar frustrado com alguma coisa e resolveu extravazar aqui no Japão onde vc vive, o seu Japão. Aliás, acho que está se tornando o Japão de muitos que frequentam esse blog.

  27. Karina Almeida

    PARA CARUSO, SHIGEKA e CLAUDIO

    obrigadissima pelo apoio : )

    fico super feliz com a visita de voces!

    e, claudio, eu não sabia dessa historia do ricardao! que comedia! hihihi…

  28. Hola,
    Sabe por casualidad si este chico es Motoki Abe que ha estudiado espanol en Salamanca (Espana) en primavera del anio 1994? He estudiado junto con el y desafortunadamente perdi el contacto con el? Me puede ayudar?

    Muchas gracias,
    Rolo van der Sar
    respuesta a :rlwvdsar@yahoo.es

  29. Karina Almeida

    PARA ROLO

    hola. este chico es tu amigo motoki si!

    ele ficou muito feliz por receber noticias suas e disse que vai escrever para voce!

    ps: desculpa, nao escrevo em espanhol. espero que me entenda 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s