11 de fevereiro, aniversário do Japão

sapporo2Hoje é feriado nacional por aqui. Afinal, 11 de fevereiro é o Dia da Fundação do Japão.

Deu vontade de aproveitar a data para voltar com a “promoção” Aluga-se um blog. Os leitores escreveram posts aqui no blog sobre o Japão e foi superlegal!

Porém, sei que isso toma tempo e, por isso, resolver fazer uma adaptação.

Não precisa escrever post, nem mandar foto. Basta responder, no campo de comentário, qual é a sua visão do Japão. O que acha deste país – que a blogueira que vos fala tanto elogia – e/ou o que ele significa para você?

Vale falar também dos japoneses, claro. Tem idéia de como eles são? Ou se já conhece alguns, sapporo1o que pensa sobre eles?

Para ilustrar este dia tão especial, escolhi duas fotos do Festival de Neve de Sapporo, em Hokkaido (extremo norte do país). É meu sonho de consumo! Infelizmente, um sonho AINDA não realizado.

A 60 edição do Festival começou no dia 5 de fevereiro e termina hoje. É lindo demais!

Anúncios

16 Respostas para “11 de fevereiro, aniversário do Japão

  1. Karina a minha amiga está no Japão há 15 anos e também diz ter vontade de conhecer Hokkaido. Vou dizer a você o mesmo que disse a ela. Vá! Não é tão longe e nem tão caro assim. É só fazer um planejamento direitinho. E corra porquê o 61º Yuki Matsuri está logo aí 😉

    E você já sabe que também adoro o Japão, principalmente Tóquio. Me sinto em casa lá 😉

  2. Ola pessoal,
    Ja estive em Hokaido com minha familia no inverno. Realmente e bonito, tudo branco… Mas, conforme os proprios moradores de Hokaido dizem, a melhor epoca para conhecer a regiao e no verao.

  3. Eu não estou mais no Japão, mas acho o país fantástico. Sempre fui muito bem tratado pelos japoneses e guardo boas recordações daí! 😛

  4. Eu sempre tive um certo fascínio pelo Japão, país que AINDA n conheço.
    Desde pequena (hj eu tenho 19 anos) aviso a minha mãe que um dia, quando eu puder me sustentar, eu morarei ai pelo menos por uns meses e ela faz aquela cara de mãe que acha que vc está falando maluquice.
    Eu me interesso muito pela cultura japonesa, pela culinária, pela língua, enfim, pela sua história.
    Já li alguns livros sobre o Japão, mas todos de ficção e, em sua maioria, da época do Japão feudal, como o maravilhoso (e enooorme) Musashi. Vc teria algum livro bom pra me recomendar?
    E é isso, espero um dia conhecer esse país que, por enquanto, só conheço pelos livros e pela televisão.

  5. Ola Karina, acompanho o seu blog diariamente e uma das coisas que mais me fascinam nesses oito de Japao eh a sua vasta cultura e principalmente a beleza e diversidade de sua natureza que sao bem definidas. E uma delas foi ter podido conhecer o Festival da Neve em Sapporo/Hokaido e posso-lhe dizer que se trata de um festival imperdivel apesar do frio intenso e dolorido, mas como disse a sua amiga Marcia nada como um bom planejamento nao seja possivel ir conhecer esse belo lugar, pois vale a pena. Garanto a voce, que jamais se arrependera,ok? Abracos, parabens pelo blog.
    PS: como sei que voce gosta de onsen, aproveita para ir conhecer tambem a cidade de Noboribetsu.

  6. Também tenho vontade de conhecer esse festival de Hokkaido apesar de detestar o frio… rsss… incoerências de mulher.

  7. Desde quando era “mocinho”, por volta dos 6~8 anos de idade eu tive o meu primeiro brinquedo, um robo que tocava musicas com cartões, sabe aquele cartões musicais de antigamente??? bem deixa isso pra lá.

    Eu realmente gostei muito da cultura e ainda curto demais, estou fazendo o que posso pra estar antenado sobre o japão…

    Curto animes e os Dramas que me partem ( ❤ )
    risos… E estou gostando do seu blog… Se precisar de alguma ajuda é so me contactar viu Karina, outra coisa, eu tbm gosto muito de escrever, num sei se muito como o Mario Prata, mais quem sabe um dia eu chego lá…. \o/

    Bjs com carinhos, Manu.

  8. Opa! Dá pra ser o relato de uma alienada?:D

    Acho que comecei a gostar de Japão e cultura japonesa como a maior parte da minha geração: através dos animes/mangás/tokusatsus/doramas…^-^’
    Mesmo parecendo algo até meio fútil, analisando melhor você percebe que faz sentido. Depois de um tempo assistindo aos animes, é possível perceber que existem elementos da cultura que se repetem, certas perspectivas que diferem da ocidental. Eu fui ficando curiosa, pesquisando e me apaixonando pelas diferenças culturais, até porque sou uma brasileira “não muito praticante”; às vezes o que as pessoas taxavam de diferenças, eu via como semelhanças. A questão de valorizar o estudo, a cultura, a organização, mas sempre estar aberto a inovações… admiro muito isso. Claro que sei que nem todos os japoneses são isso – e é muito perigoso ficar criando estereótipos para encaixar as pessoas -, e mesmo quando o são, existem coisas que eu provavelmente acharia difícil de me adaptar…

    Minha maior paixão, depois que eu descobri, é a língua. 私、まだ日本語が上手じゃないけど、とても好き!Talvez porque eu sempre tenha gostado de desenhar, e de caligrafia…xD
    Fora que a pronúncia não é nada de outro mundo. Acho que o que mais me fascina no Japonês é essa mistura que eles fazem de duas escritas que representam sons com uma que representa idéias. Pensa bem, que outro idioma (que você conheça) tem isso? As possibilidades de escrita (e trocadilhos) são infinitas!:D

    Nunca convivi com japoneses de verdade. Só descendentes e – na maioria das vezes – descendentes que mal se interessavam pela cultura dos antepassados. (Sem culpas, sou descendente de poloneses e italianos e nunca liguei para uma cultura ou outra. Minha nação é onde meu coração está.;D)

    Ok, paro por aqui. Um dia ainda quero conhecer o Japão pessoalmente (turismo, estudar, trabalhar, morar?) pra deixar de ser alienada e escrever com mais propriedade.

    (Obs, que esculturas lindas, que kimonos maravilhosos!*.*)

    Bjos, Luísa.

  9. Menina…
    Parabéns para ele…
    que felicidade hen…
    bjooo

  10. PESSOAL,
    esqueci de falar como é o meu japão (será que alguém ainda não sabe? hihihi…).

    vamos lá: não quero que ninguém pense que eu gosto mais do japão do que do brasil. eu gosto dos dois!

    o brasil tem coisas maravilhosas que o japão não tem. e vice-versa. e talvez isso seja o mais legal: as difrenças.

    acho o maior barato viver numa cultura totalmente difetente da minha. apesar de não gostar de ter de tirar o sapato para entrar na sala do dentista, por exemplo :p

    e fiquei super feliz quando cheguei aqui, porque vi que os japoneses não são nada daquilo que o povo fala: dizem que só pensam em trabalhar, que são frios, que não gostam de estrangeiros…

    deve ter japonês assim, eu sei. mas eu conheci muuuuuuitos que não são nada disso!

    sempre fui tratada muito bem, mesmo pelos desconhecidos. e fiquei impressionada quando vi que eles adoooooooram beber e sempre dão uma passadinha num bar, quando saem do trabalho (ué, não falaram que eles não se divertem? que são sérios demais??)

    e fico boba de ver como o povo daqui gosta de passear. faça chuva, faça sol, faça neve… os trens em tóquio estão sempre lotados e muitas vezes o povo não está indo trabalhar não. está indo passear… já cansei de pegar trem lotado – inclusive cheio de crianças – em pleno domingão de manhã. domingão frio!

    também admiro muito os hábitos alimentares, os cuidaddos com a saúde, a energia do povo! tem velhinho de 80 anos andando de bicicleta no maior pique. isso não é lenda!

    também acho o maior barato as festividades. ô povo que gosta de festa! tem festival disso, daquilo, dia disso, dia daquilo… e eles comemoram tudo! entram no clima!

    me apaixonei ainda pelas belezas naturais do japão. o japão não tem só prédio, construções modernas e de séculos atrás. aqui tem praias lindas, montanhas lindas, parques, rios, lagos… sem contar o espetáculo das cererjeiras, na primavera, e das folhas avermelhadas das árvores no outono.

    só mais uma coisinha: a cada dia que aprendo mais um pouquinho da língua japonesa, me apaixono mais também. é difícil sim, mas muito interessante! muito mesmo! os ideogramas são o máximo e as várias formas de falar também!

    nossa, fiz outro post :p

    ps: aqui tem discriminação contra estrangeiros sim. mas acho que os japoneses nacionalistas, mais conservadores, estão ficando para trás.

  11. OPS,
    faltou falar da maravilha que é morar numa cidade como tóquio (que, infelizmente, não moro mais).

    cidade grande, linda, limpa, organizada apesar de lotaaaaaada, e cheia de gente interessante, coisas interessantes.

    transporte público maravilhoso, shoppings centers e atrações para todos os gostos.

    e ainda a segurança pública. ó céus, o melhor de tudo é não ter medo de ser assaltado e tal.

    ai, chega né. empolguei, sorry m(_ _)m

    bjinhos PARA TODOS

  12. “ai, chega né. empolguei, sorry m(_ _)m”

    Mas você que é a “dona do pedaço”, Karina-san!xD
    (Desculpa, não podia deixar de dizer isso…)

  13. LUÍSA,
    hihihi… ok! e gostei do seu depoimento, não tem nada de alienação. mas, é claro, quando você finalmente estiver aqui vai descobrir muitas outras coisas do país, do povo japonês e da língua japonesa também!

    LUDI,
    brigadíssima!

    MANU,
    legal! o bom é que do brasil dá para ver novelas japonesas, filmes, ler mangás né. sem contar o monte de informação na internet. mas não deixe de conhecer o japão pessoalmente! é muito melhor ; )

    HERIKA, ROBSON, JOHN e MARCIA,
    valeu pelas dicas! é verdade! o festival de hokkaido não é tão impossível assim né! um dia, eu vou! mesmo não gostando muito de frio, assim como a herika :p

    ah, também sou louca para visitar hokkaido no verão. já vi fotos lindas! e, sim, quero ir a um onsen liiiindo lá!

    ANA,
    eu ainda não li musashi, mas sou louca para ler! aqui no blog mesmo já falei de alguns livros: favela high-tech (https://blogmeujapao.wordpress.com/2008/12/13/favela-high-tech/), os contos fantásticos de akutagawa (http://meujapao.blogspot.com/2007/02/o-nariz-de-akutagawa.html) e outra dica é um o autor haruki murakami. ele tem muitos livros traduzidos para o português e é mais moderninho.

    ah, também li, recentemente, a caputra, de kenzaburo oe. amei! esse autor ganhou nobel em 1994 por um livro chamado uma questão pessoal. ainda não li :p

    JULIANO,
    tomara que você volte um dia né. pelo menos para passear!!

  14. Pingback: Aniversário do Japão! « Espaço em Branco

  15. Gabi Remonu Mayumi

    Posha, o japao ja e perfeito em si. Morei em Sapporo por 2 anos *-* é perfeito ! Mais confesso que a saudade de voltar pro Brasil era muitas. Mas agora morro de vontades de voltar pro Japão!

  16. que massa e lindo o japao

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s