Enfim, o meu Valentine’s Day

pave

Comprei tudo certinho: amido de milho – por pouco não compro açúcar de confeiteiro por engano -, leite condensado e creme de leite brasileiríssimos para não ter erro, ovos, leite, biscoito Maria – que aqui é mais chique e se chama Marie – cholocolate e até enfeite de bolo de aniversário.

Também tive de comprar um pirex e aquela colher-de-fazer-clara-em-neve, afinal, seria minha estréia no preparo de sobremesa no Japão. Pois é, descobri que fazia pelo menos cinco anos que eu não preparava uma sobremesa!

Escolhi a receita de pavê de biscoito da Ana Maria Braga, por ser a mais fácil e a única que eu já havia feito no Brasil.

Comprei, ainda, uma tolha de mesa de coraçãozinho e uma caixinha em forma de coração, que enchi com chocolate – não sou brega, sou romântica!

Preparei um penne – a minha especialidade e o prato com menos chance de dar errado – e nem precisei comprar vinho, pois já havia um na geladeira, sobra do aniversário do gatinho :p

valentines11Ah! Comprei um presentinho também, mas não vou contar o que é. Hazukashii! SAP: Tô com vergonha!

Fazia parte do meu plano, ainda, dar uma super faxina na casa e caprichar no meu visual. Roupa nova, salto alto, maquiagem e tudo mais. “Quero que seja o Valentine’s Day mais romântico da vida dele”, pensei!

Mas para variar, me vi completamente atrasada e tive de escolher: a comida, a faxina ou a minha produção. Escolhi a comida, claro, e o resto foi para o beleléu. Consegui deixar a mesa nos trinques, mas a casa nem tanto e eu fiquei horrorosa e descabelada – pelo menos não estava cheirando a alho!valentines2

Mas, pensei, se a comida ficar bonita e gostosa, já fico feliz.

Meu Deus, eu não diria que foi trágico. Prefiro acreditar que tenha sido cômico!

O penne ficou superapimentado – fui inventar de colocar a pimenta que compramos na Tailândia – e o gatinho ainda achou UM FIO DE CABELO NO PRATO DELE! 

O pavê? Deixei queimar a primeira camada, esqueci de colocar açúcar na segunda e como não tirei o soro do creme de leite porque o abridor de lata entortou na hora H – só pode ter sido isso -, virou uma “água”. Nem no congelador, o pavê fica firme : (

Foi assim o meu Valentines Day. Se aquela história de que a mulher conquista o marido pelo estômago for verdadeira, eu não vou me casar nunca (@_@)

ps: Não tenho foto do prato principal, só da sobremesa e dos ingredientes. 

ps2: Perdeu o primeiro capítulo da história? Então, please, clique aqui.

Anúncios

25 Respostas para “Enfim, o meu Valentine’s Day

  1. Carissíma Karina.
    Acredito que o resultado não tenha sido tão desastroso quanto o descrito por você. E tenho certeza de que, apesar dos pesares, seu Valentine’s Day tenha sido tão romântico quanto os descritos em love stories. Pelo que deu para sentir do Akira, ele pouco se importou do fio de cabelo (já que era seu) e até elogiou o pavê . E creio que os seus beijos, para ele, são mais doces e significativos que qualquer chocolate. Não será uma refeição que não deu certo que irá impedir o seu casamento! Viva o amor!!!

  2. Ri muito lendo. Pega bem o caos que é a vida da gente. Se existe uma Lei Universal no universo que rege tudo (isto é, Deus), eu acho que é o Caos.

    Já observou que a gente passa a maior parte da nossa vida lutando contra ela? O post capta isso muito bem. E de maneira divertida.

  3. Meu pai diz que quando se casaram minha mãe era uma negação na cozinha. Empapava o arroz, queimava o feijão, o tempero ora ficava bom, hora horrível. Tinha preguiça de lavar a louça (só lavava no outro dia). O que o tempo não cura né! 😛

  4. hauhauahuah, hilario! Adorei, a trageeeedia foi tomando proporcoes ahuahauhaua, mas tenho certeza que ele adorou tudo!
    beijos!

  5. Hahahahaha se ele não terminou o namoro no dia seguinte, é porque esse homi ti amaaaaa :)))

  6. Pelo menos sobra uma lembrança tragicômica do episódio =p

  7. HERIKA,
    isso! o bom da história é que rendeu um post divertido :p

    MARCIA,
    não deixou de ser uma prova de amor né? vamos esperar mais um pouquinho. se até semana que vem, o gatinho não sumir… (hihihihi)

    LURIA,
    incrível, né? e fiquei pensando: por que o fio de cabelo tinha que estar logo no prato dele?? podia ter sido no meu né. daí eu dava um jeito de disfarçar. hihihi…

    JULIANO,
    de lavar louça eu gosto! mas depende da louça, hahahaha… e também gosto de cozinhar, só não tenho paciência para receitas complicadas, nem gosto da rotina supermercardo-fogão-louça suja. é legal só de vez em quando :p

    ROBERTO,
    legal ver você aqui no meu japão! e mais ainda por saber que você gostou do post e deu risada! confesso que essa história me lembrou a lei de murphy :p

    JUVENAL,
    isso! viva o amor! morri de rir da cara dele, tentando encontrar algo para elogiar. hihihi… no final das contas, ele falou que ficou muito feliz com o nosso valentines day e com tudo que eu preparei especialmente para ele (^o^)/

    bjinhos PARA TODOS!

  8. Hahahaha. Típico de Karina. Adorei o relato do seu Valentine’s Day. Da próxima vez use uma touca na hora de preparar tudo. Não consigo parar de rir imaginando a cena.

  9. Hum, Akira…

    A resposta que deu para o Juvenal era tudo o que queria saber. A sua história parecia mesmo a lei de “Murphy”. Tudo acabou bem, afinal o importante foi o empenho em querer agradar.

  10. kkkkkkkkkk comigo sempre acontece isso tb… testo a receita e dah certo. aih chamo pessoas pra virem em casa e qdo vou fazer, sai td errado!!!

  11. Ai Karina seu valentine’s day foi por água abaixo…..mas ainda bem que ele gostou né…
    parece q foi engraçado….o fio de cabelo no prato….

  12. Ah, mas é tão bom quando alguém cozinha prá gente……:D
    Ainda mais quando é assim, com carinho e dedicação! Ele deve ter adorado, de qualquer forma!;)
    Pelo menos o pavê da foto ficou… かわいい!!
    Nem me imagino na cozinha; eu acabaria botando fogo na casa.xD
    Beijo!

  13. HahAAHahahahahhah! Mulher, não parei de rir imaginando Akira pegando o fio de cabelo no prato e dizendo algo como “nani”? Hahahaha! Hilário, amiga…. Só tu mesmo! Bjos!!

  14. Karina,
    Acho que esse negocio de “VD” e muito artificial aqui no Japao. Por favor, nao leve a mal.
    Como tambem acho extremamente artificiais as comemoracoes de Natal, carnaval etc… aqui no Japao. Sinceramente nao combina!!!
    Japones e muito metodico, robotizado e incapaz de entender que as varias facetas do amor ou qualquer outra forma de manifestacao dos lacos sentimentais entre o homem e a mulher sao oriundos da nossa alma e sao naturais. Basta amar!
    Para o japones a formalidade tem que estar presente ate na hora de AMAR. Acho o povo japones inocentemente “CHATO” quando o assunto e afetividade.

  15. Apesar de tudo, o que vale é a intenção, e a sua foi das melhores! Com certeza ele deve ter gostado! Vinho, sobremesa com ingrediente importado – tudo bem que é um leite moça, mas é importado e caro! – , caixa com chocolates, presentinho do Mickey..hahaha, prato principal (única) especialidade da casa e um presente impróprio para menores…. o que mais esse tal gatinho quer?! Mandou benzão Karina! Parabéns! Agora, próxima sobremesa, só qdo o cometa passar né! hahahaha..bjos!

  16. Mesmo que você tenha dito que não ficou tão bom, o doce está com uma cara boa!
    Dei risada quando você disse que ele achou um CABELO!
    Muito legal você ter nos contato e ainda colocado fotos! Beijos

  17. É só dar uma de Pollyanna e ver que, pelo menos, você não colocou açucar de confeiteiro no lugar da maizena!

  18. LUIZ,
    hahaha! adorei! aí sim, seria trágico, pois o pavê ficou molenga mas conseguimos comer (ou seria beber?). com o açúcar no lugar da maizena…

    CLOVER,
    pois é. o cabelo foi o que estragou de vez : (

    CARUSO,
    presente impróprio para menores?? juro que não!! e você até viu que é do mickey né :p
    e também acho que ele deu valor aos ingredientes importados e ao esforço da namorada atrapalhada que não se dá muito bem com o fogão :p

    JOHN,
    eu sempre brinco com a frase: os japoneses não são todos iguais! mas não é brincadeira, é serio. eu não acho que os japoneses sejam frios, robóticos e tal. tem gente assim e tem gente que é assim só na hora do trabalho. mas também tem (muita!) gente diferente.

    não queria entrar em detalhes da minha vida afetiva, mas eu, por exemplo, estou muito feliz de verdade com o meu gatinho japonês. não vejo nada de robótico, nem de frio nele. muito pelo contrário! ele é extremamente espontâneo e super carinhoso e atencioso. e sei que não é exceção.

    também tenho amigos e amigas japonesas que são super fofos! divertidos e super animados. e pode reparar que, hoje, podemos ver muitos casais jovens andando de mãos dadas pelas ruas do japão e também gente se abraçando e até se beijando.

    e concordo que o revéillon e o natal sejam sem graça aqui – porque não têm nada daquilo que os brasileiros esperam – mas eu acho muito mais romântico o valentines day do que o nosso dia dos namorados.

    acho legal esse negócio de preparar o chocolate. tem todo um ritual e isso que é legal! adoro esses costumes e rituais japoneses e isso mostra o lado sentimental deles (eu acho né).

    nossa, mas tô fazendo um discurso né! sorry! só acho que talvez você não tenha encontrado os japoneses certos pelo caminho. não tenha tido oportunidade, ainda, de ver como tem gente bacana por aqui.

    BRUNA,
    na hora quase chorei! mas depois tive que rir também. ele fez aquela cara de susto e disse: aa! kami no ke! (ah! cabelo!). kkkkkk…

    LUÍSA,
    ficou kawaii né! brigadíssima (^_^)

    AMANDA,
    acho que gostou da minha tentativa de agradar! hahahaha…

    JULIANE,
    pois é! tenho certeza de que seu eu fizer o pavê só para mim, vai dar certo! hihihihi…

    ANTONIO,
    hihihi…

    VITOR,
    olha a piada que meu pai me contou. fulano disse que a esposa dele tem 3 especialidades na cozinha: enlatados, congelados e queimados! e meu pai disse que ouviu isso e lembrou de mim! detalhe: eu ainda não tinha contado o episódio valentines day :p

    bjinhos PARA TODOS!

  19. Claro que o seu pai está sempre se lembrando de você. Só pode, né?

  20. Karina o quê valeu foi a intenção.Pelo menos tá com uma cara boa,começa a treinar em casa essas receitas depois vc vai ver que não é tão difícil assim.Sorte pra vc!E continue assim,pra frente e avante!Beijos pra ti

  21. CRIS,
    é isso que o gatinho me fala: você sabe cozinhar sim, é só treinar! hahahaha…

    ANOTONIO,
    pro meu pai nem foi novidade o pavê ter dado errado e o macarrão também. hahahaha…

  22. Embora leia seu blog há quase 1 ano essa é a primeira vez que lhe escreve.
    Não resisti e tive que escrever depois de rir muito com os “errinhos” que aconteceram.
    Mas errar na cozinha é natural, é mesmo falta de pratica e tempo para se dedicar.
    Concertesa vc aprendeu com os erros vc não vai repeti-los. Mas no geral eu acho que vc agradou, afinal o melhor presente é vc.
    Vamos esperar pelo White Day para saber “a resposta dele”.
    Bjs

  23. Olá Karina!
    É a primeira vez que leio seu blog e me diverti – desculpe, mas do modo que contou ficou divertido ~_~.
    Como todos já escreveram… Não foi tão trágico assim, não é mesmo? O importante é o humor e a história que vocês vão ter pra contar para amigos, família e filhos (quem sabe).

    Pena não ter lido antes. Queria ter contribuido com uma receita. É bem fácil de fazer!
    Vou deixar aqui pra você. Bem, Valentine’s Day já passou mas uma boa sobremesa e pra compartilhar com quem ama não tem uma única data, né?

    Bolo de chocolate Fogliane
    (Receita da família Fogliane)

    Ingredientes: 6 ovos, 6 colheres de sopa de chocolate, 2 colheres de manteiga, 8 colheres de sopa de açucar, 1 colher de sopa de fermento, 100 gr. de coco ralado (seco)

    * Para a cobertura: 1 cx. creme de leite sem soro, 3 colheres de chocolate, 1 colher de sopa de açucar

    Preparo bolo: Bata no liquidificador os ovos, chocolate, manteiga, açucar e o fermento. Depois adicione o coco ralado e bata. Coloque na forma untada. Leve ao forno (180°C).
    (Quando sentir o cheiro do coco, espete um garfo ou palito e retire. Se tiver seco (sem massa) tá pronto.)

    Preparo cobertura: Joga tudo na panela e mexa até dar ponto (quando surgir bolhas… como se tivesse fervendo). Tire o bolo do forno e cubra com a cobertura.

    * Depois que esfriar coloque na geladeira. Sirva com sorvete de creme. (^_^)

    ** Não se espante! A receita dá certo (risos) e o creme de leite da cobertura quebra um pouco do doce do bolo.
    Ah! Não leva farinha de trigo e nem leite. (É assim mesmo).

    Nossa! Escrevi demais!
    Desculpe!
    Tudo de bom pra vocês!

  24. Pingback: “Curry” e chocolate no White Day « Meu Japão

  25. aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa…………q lindo eu tambem sou APAIXANADA por japas……….mas ninguem me apoia falam q eu vo casar com “brasileiro”……mas meu coraçao

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s