Tokyo Summerland: amei (^o^)/

summerland1Na quarta-feira, acordei às 5:45h da manhã e não foi para trabalhar. Passei o dia no parque aquático chamado Tokyo Summerland ou Tôquiô samá-rando/東京サマーランド, na pronúcia japonesa.

Para evitar as piscinas superlotadas, que fazem sucesso no YouTube (veja aqui), esperei a última semana de agosto (mês de férias escolares e feriadão nacional) e descartei a possibilidade de me divertir no sábado ou no domingo. A quarta-feira foi proposital!

Amei o passeio! Bateu uma tristeza logo que cheguei lá porque o dia estava nublado, mas como dizia a previsão do tempo as nuvens sumiram e o sol apareceu depois do meio-dia. Que alívio!

summerland2

Me senti realizada! Era um sonho nadar naquela piscina enoooorme, com água corrente. E é realmente uma delícia, como imaginei! A gente senta numa bóia enorme e deixa a “correnteza” nos levar. Até brinquei com a minha amiga: para mim, felicidade é isso! Ela também estava feliz da vida lá na piscina.

Mas o parque tem muitas outras atrações. É um paraíso para as crianças e para os marmanjos que gostam de água como eu. São várias piscinas. Algumas, climatizadas e até com ondas!

summerland3

Confesso que prefiro nadar ao ar livre, mas a ideia de me sentir no verão em pleno inverno (quando ele chegar) me parece interessante.

Tem ainda piscina de água quente, bem quente. Como as termas, chamadas por aqui de onsen. É legal dar uma passadinha lá, na saída, e foi o que eu e a Tereza fizemos. Essa sim estava lotaaaaada! Até tentei fotografar, mas o vapor deixou todas as fotos embaçadas, claro :p

A “verão-lândia” de Tóquio tem muito mais do que piscinas, toboáguas e cia. Uma montanha-russa, uma roda-gigante, um elevador de queda-livre e outros brinquedos menos radicais fazem parte das atrações. Nem ousei experimentá-los, pois esse tipo de adrenalina não é a minha praia.

Eu e a Tereza passamos tanto tempo na piscina dos nossos sonhos, que nos esquecemos de escorregar no toboágua. Quando não estámos na água, estávamos comendo: kebabusando (sanduíche turco), batata frita e kakigouri (já falei dele aqui).

Nem acredito que passei tanto tempo no Japão sem pegar uma piscininha. Aliás, uma “piscinona”. Se eu pudesse, iria todos os dias. Mas pelo horário que acordei dá para imaginar a distância que enfentei: três horas de trem (só de ida)!

Além disso, não é um passeio barato. A entrada (sem os brinquedos radicais) custa 3.500 ienes ou mais ou menos 37 dólares. Com os brinquedos, vai para 4.500 ienes/48 dólares.

De transporte, gastei mais 3.500 e mais uns 1.500/16 dólares ienes de comida. Para quem mora mais perto, como a Tereza (ela gastou 1:30h), obviamente ,o preço do transporte cai bastante.

summerland4

E como tudo no Japão é diferente para os nossos olhos, reparei numas coisas curiosas:

1 – Tem estacionamento de bóias! Enquanto as pessoas vão brincar ou se banhar no onsen, elas deixam suas bóias na entrada. E ninguém pega a bóia dos outros.

2 – No banheiro, há chinelos públicos. Para a minha surpresa, os banheiros estavam sujos e fedidos (no Japão, isso não é tão comum. Quase sempre os banheiros públicos são limpos). E eu achei mais nojento ainda ter que usar aqueles chinelos. Claro que não usei, nem entrei descalça!

3 – Uma placa mostra para onde temos de correr em caso de relâmpagos e raios. Que meda!

4 – Estrangeiros eram raridade. Só vi uma família ruivinha e dois rapazes com cara de indianos.

5 – Naquele parque enooooorme, cheeeeeio de gente, eu era a única de biquíni tomara-que-caia. Tô achando que não tem no Japão…

6 – Pessoas tatuadas não podem entrar. Há placas enormes na entrada, em japonês e em inglês. No site oficial do parque também tem aviso. Quem desobedecer é convidado a se retirar e o dinheiro da entrada não é devolvido. Não importa se é uma tatuagem enorme ou uma delicadinha: no tattoo!

Detalhe: não tenho fotos maravilhosas, porque pensei mais na piscina do que no blog. Mil desculpas! Deixei de levar minha super Nikon e fotografei com a pobrezinha câmera do meu celular. Espero que me perdoem (^_^)v

Anúncios

20 Respostas para “Tokyo Summerland: amei (^o^)/

  1. ue, e cade a foto sua e da sua amiga?
    e vc nem me convidou… sniff

  2. Por que não pode ter tatoo? Não tenho nenhuma, mas fico encucada com esse tipo de discriminação..tem a ver com a máfia ou sei lá o que..pura especulação minha.

  3. Daiane saiumy

    Karina,Karina, não acredito que vc foi!
    queria tanto tanto ir..mas sou tatuada.. já tentei em outros parques… é incrivel como japones é fofoqueiro, pqminhas tatoos são escondidinhas.. só ve quem presta muuuita atenção,mas sempre tem um que ve, e me convida a se retirar.Mas no meu caso me devolveram meu dinheiro, aiii se não devolvesse!

    Mas sabe o que eu queria te falar? Esses dias lembrei de vc, fui numa “manicure” pra minha amiga fazer as unhas, nunca tinha indo num “nail stylist’ -como estava escrito no lugar- E quando eu entrei a mocinha ja veio com um catalago pra minha amiga escolher o modelo de unha que ela gostaria de fazer.Uma mais bizarra que a outra, ahahahaha, com bichinhos,estrelinhas,florizinhas, nada basico igual no brasil, fora que eles nem tiram a cuticula. E o pior: são cobrados por cada unha feita! E tinha uma japinha fazendo as unhas, rozas gigantescas, com bichinho, estrelinha e um pinduricalho na ponta.Ela mau consiguia fechar a mão. E o preço.. 2,420 CADA unha!
    Dai lembrei de vc, que isso daria um post legal não? n sei se vc ja falou sobre isso, mas achei estranho o tanto de japonesas que pagam pra fazer isso.
    E lembrei tbm do tempo que eu morava no brasil que agente podia fazer as unhas toda semana, bem baratinho.

    No fim agente só olhou e foi embora.
    Ja viu algo parecido ai onde mora?

  4. Oi Karina! Engraçado esse negócio de não entrar tatuado, as 2 X que estive no Japão fomos a parques aquáticos sem problema nenhum, e o meu marido (brasileiro) e o amigo de le (japonês) são tatuadores e são muito tatuados (braços e pernas total), eu tbm tenho , a mulher do nosso amigo e a irmã dele tbm tem. Fomos na boa, foi maravilhoso ^^/

  5. Adorei esse post, pena que não teve foto sua…como eram os biquinis das japonesas??? Vc deve ter chamado atenção com o biquini tomara-que-caia então rsrs…A proibição das tatuagens eu já havia ouvido falar, mas e se a pessoa esconde, msm assim é convidada a se retirar??? Adorei tbm o post da Daiane sobre as manicures do Japão, conta mais???bjs a todos ^_^

  6. PESSOAL,
    tatuagem dá um post à parte ou até um blog! hihihi…
    é um preconceito bobo que existe no japão, mas tudo indica que aos pouquinhos eles estão superando.
    nem todos os lugares proibem (apesar de muitos proibirem) e as tatuagens delicadas têm ganhado espaço (a passos de tartaruga, será??)
    tem até artista com tatuagem, como a nami amuro (e ela não esconde!).
    mas ainda existem muitos lugares, especialmente, parques aquáticos e onsen (termas) que proibem a entrada de pessoas tatuadas. ah, em academias de ginástica geralmente é proibido também. mas ninguém verifica se você tem ou não. é só não deixá-la à mostra. por isso, na piscina é tão difícil esconder… se estamos de biquíni né :p
    sobre a devolução do dinheiro: deve variar de um lugar para outro também ; )

  7. Que inveja, ai ai …. ¬¬

  8. Amiga, tu és muito nipófila mesmo… Hahaha! Eu não vou pra parque aquático nem pagando, já fui uma vez e achei uóoooooooo! Esse povo todinho da foto era porque foi numa quarta-feira nublada? No way! Sem falar que esse negócio de piscina pública é pra quem não é acostumado com praia mesmo. Nordestino num lugar desses se sente até deprimido. kkkkkkkkk! Bjos, miguinha 🙂

  9. BRUNA,
    hahaha… sou nipófila e hidrófila! amo o japão e amo água. não só de mar, mas de piscina também :p

    mas como nesse ano tive a sorte de pegar um mês de praia-paradisíaca na austrália, pude me dar ao luxo de não ir à praia aqui no japão.

    se bem que o ideal seria ir à praia num dia, à piscina no outro, praia, piscina, praia, piscina e assim até o verão acabar né! hihihihi…

    ah! esqueci de colocar no post. a piscina climatizada (dá pra ver o teto na foto) estava cheia, mas a aberta (que era a dos meus sonhos) não ficou lotada hora nenhuma.

    dá pra ver aí na foto também. água limpíssima e espaço pra gente nadar e ser levado pela correnteza na bóia.

    não acredito que você não gosta disso! é bão demais da conta sô! ou será que isso é coisa de mineira como eu, uai :p

  10. No onsen que eu fui em Sapporo também tinha a plaquinha que era proibido entrar com tatuagem, mas ninguem falou nada da minha não. Acho que se for estrangeiro então, eles devem ser mais flexiveis mesmo …

  11. oi Karina
    Hoje fui de novo pra Onjuku, aproveitar o último dia, parece que as praias “fecham” em setembro, é mesmo?
    Lá tem muito estrangeiro, nossa! hoje tinha uma creche de criancinhas, acho que tinha umas 20 criancinhas juntas, todas estrangeiras.
    Piscina eu ia quando saía do trabalho, já levava o bikini e a toalha, passava lá no piscinão. Era tão bom…mas esse ano não fui nenhuma vez.

  12. o que eu acho massa dos seus posts eh q qdo eu comeco a ler vou pensando em varias perguntas… mas conforme sigo a leitura, as perguntas sao respondidas haha
    entao so passei pra dizer q fiquei com vontade de ir nesse parque aih! por aqui o pessoal vai mto na piscina de inage, mas eu nunca fui… essa de tokyo tb tem data pra fechar ou eh o ano inteiro?
    ah e tb achei meio caro, hein?!
    beijo
    p.s.: sou a mesma juliane da reportagem do facebook haha prazer!

  13. Pingback: Tokyo Summerland – cade a agua? « Ponto de encontro

  14. Aqui na Espanha tb tem kebabusando. Na verdade, aqui se chama kebap ou döner kebap. Eu adoro e é a opçao mais barata no fim de noite, já que não temos cachorro-quente em cada esquina, como no Brasil.

  15. Nossa, e eu que planejava fazer algumas tatuagens, quando completase 18 anos Ô.ô’ vou esperar eu ir visitar o Japão (um dia eu vou) pois quando eu for, quero ir em um clube desses ^^

  16. oiiee Kaarina, td bem? Oiee galeraaaa!! To felicissima!!! Tava mesmo precisando relaxar, pois viver numa selva de pedra, nao é fácil nao!Ewerton, a culpa foi minha! Eu nao sou uma boa fotógrafa, eheheh e ainda mais com o celular!.
    Tava tao cansada, q parecia mais um zumbi andando… o parque de estacionamento é enorme e cheinho de carros, fiquei pensando nossa tá lotado! mas logo em seguida pensei: deve ser bom mesmooooo!!
    Piscinas pra todos os gostos! A que mais gostei foi a comprida e cheio de curvas, pois a vista é maravilhosa da pra ver quase o parque inteiro que é muito linda, o contraste das cores é indescritível teria q ir lá pra conferir! Por sorte achamos uma bóia do parque, que era super disputada, e comprar uma é muito cara! Os formatos tinha de laranja cortada, cacho de banana, tubarao (e a Karina: nao é ORCA? eheheheh) , pneu, flores, estrela… enfim bem coloridas! Como a água é giratória a bóia ia fluindo naturalmente, tem cascata artificial q é muito linda e divertida!
    Na piscina climatizada, adorei as plantas, têm bromélias enormes, palmeiras gigantescas, samambaias, ai deu uma saudadezinha do Brazilzaoo!! Eu adoro a natureza!
    A apresentaçao dos salva-vidas é muito legal, uma mistura de dançarinos com malabarismos e palhaçadas pra divertir a platéia!
    Havia barraquinhas de lanches, sucos, sorvetes, muito bommm, lá da uma fome! Ah, tbém tinha uma barraquinha de tapioca!
    Comemos num lugar cheio de mesas com guarda-sol enorme vermelho, tava vazio e ficamos tricotando, ops, comendo tranquilamente admirando a paisagem, com muito verde, o céu azul (com nuvens carregadas heheh),olhando lá embaixo a piscina enorme com o pessoal tomando sol, do outro lado a roda gigante e o looping branquinho contrastando com o verde das arvores, quer vida melhor do que essa?!! Barulho?! só de longe das crianças brincando na água… pois tem um balde gigantesco q qdo fica cheio ele vira caindo nas crianças q ficam embaixo brincando! Atrás tem um “hotel” lindo q me fez lembrar as casas alemas.
    Pra aproveitar bem, teríamos q ficar mais de um dia, nao dá pra ir em todos os atrativos… ah lá tbém tem boliche, tenis e golf.
    As jovens japinhas iam maquiadas e os biquinis, é difícil achar um igual ao outro, apesar q no geral parece tudo igual, os biquinis de agora pelo visto é triangular q amarrá-se no pescoço e a parte debaixo parece q tem uma sainha em cima com babadinho, até um tempo atrás era de formato concha e as tiras era igual aos do sutia… o detalhe é q elas vao com salto super alto! A Kaarina queria tirar uma foto, mas há lugares q é proibido.
    Outra piscina que fica do lado de fora e é muito disputada é a aquecida. A que fica do lado de dentro parece um oncem ficou lotada no final do dia. Essa cena a Kaarina queria deixar registrada, mas com a camera do celular e o vapor tava difícil de tirar uma foto nítida.
    Gente, vale a pena conhecer! Aproveitemmm!!
    Valewwwwwwwww Kaarina Viajante de Mello, vc me salvou o dia! a semana!!! o messs ehehe
    BOA VIAGEM e aproveiteee!

  17. callum vianna santus

    oi. eu tenho 11 tatuagens e consegui entrar no summer land….ninguem me encheu o saco. alguns ate ficaram olhando,mas nao me importei.

  18. At least Tokyo summer land has a cute robot that gives the kids ice cream
    http://www.japansugoi.com/wordpress/yaskawa-kun-ice-cream-making-robot-in-tokyosummerland-japan/

  19. Entrei no site do Tokyo Summerland e achei curioso eles considerarem uma pessoa com 13 anos adulta D:

  20. Motivos para não deixarem entrar pessoas com tatuagem:

    ( ) Podem sujar a piscina.
    ( ) É desagradável
    (xxxx) Yakuza

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s