Amores filipinos

2009_0904(039)

Ontem, conheci mais pessoas interessantes. Uma japonesa chamada Andy (na verdade, esse é o apelido ocidental dela) e um inglês chamado Brandon.

Ele trocou a Inglaterra pelas Filipinas há quatro anos e eu perguntei porque. “A girl!” respondeu o loiro grisalho com um sorrisão!

E ainda disse que está muito feliz aqui, porque ama a garota. Parece ser uma linda história de amor.

Já a Andy, me contou do namorado filipino. E horas depois, no meio de outra conversa, ela falou do namorado japonês. Tomei um susto, claro:

_ Você tem dois namorados?

Ela disse “sim”, na maior naturalidade! E explicou o motivo. O namorado japonês é inteligente, tem uma carreira brilhante, fez faculdade em Boston, trabalha numa multinacional no Japão e por aí vai.

O problema é que ele só quer se casar aos 30 anos e os dois estão com 27 e namoram desde os 23. “Já estamos juntos há quatro anos e ainda tenho que esperar mais três anos?”, reclamou.

_ Acho que você não gosta tanto do seu namorado japonês né (nem ele dela)…

_ Pois é, talvez. Mas do filipino eu gosto muito! Ele é tão doce, cuida de mim com tanto carinho!

Seria outra linda história de amor se o filipino não fosse casado! A Andy disse que ele não pode se separar porque divórcio nas Filipinas é muito complicado e pode levar cinco anos na Justiça.

Não acreditei, mas não quero me meter. Deixa ela curtir a paixão. Se o rapaz estiver mentindo, como eu imagino, ela vai acabar descobrindo.

FOTO

(aí vai a foto que eu estava devendo. Os dois primeiros da esquerda para direita são filipinos, mas não fazem parte dessa história. Na sequência, o Brandon e a Andy)

Anúncios

37 Respostas para “Amores filipinos

  1. Nussa, q japonesa inteligente! gosta do japa só por causa do din din, e do filipino por causa do bilau. Morei uns 5 anos no japão, não sou muito fã de japoneses não, eles só sabem trabalhar.

  2. Nossa Karina, o título do post e essa história toda daria um bom “dorama” aqui no JP…rs

    Ao Marx, na boa, cara, este blog é super decente, e seus comentários são um tanto desrespeitosos…

  3. Esse clima quente das Filipinas, deve provocar amores calientes, seja em koreanos ou japonesas…
    As mulheres filipas são tão assanhadas quando vêem os brasileiros aqui, meu Deus!
    Eu tb. nunca namorei japonês, acho que eles pensam só em trabalho mesmo.

  4. faltou as fotos dos seus novos amiguinhos. isso que é legal, a gente conhecer gente nova, cada um com sua História de vida.
    A Andy, falou que namora um japonês que trabalha numa multinacional no Japão, e como ela faz, fica na ponte aérea, Japão-Filipinas? É estudante ai? A gente fica na curiosidade né?
    Também fiquei surpresa, uma japonesa falar desse jeito aberto, ainda mais coisa tão pessoal.
    bjs
    madoka

  5. Vi num programa quando estava no Japão de umas moças que nem esta japonesa, namorar 2 rapazes ao mesmo tempo tem até nome e se chama futamata, e três é mimata.

  6. MADOKA,
    ops, esqueci de explicar. ela mora no japao, mas veio passar uma temporada de 4 meses nas filipinas. trabalho/estudo ; )

  7. HIRO,
    deixa o MARX pra lá. se ele insistir nos comentários maldosos, vou passar a deletar. mas acho que ele já captou o espírito do blog ; )

    MARGARETH,
    eu sempre digo: os japoneses não são todos iguais! hhihi…

    CLÉA,
    cruzes! mas no caso da andy, acho que ela quer é se casar logo e já que o namorado não quer, tem esperança de se casar com o filipino. o problema é que ela foi gostar logo de um casado! ó céus!

  8. Karina, você foi para estudar novamente?

  9. kkkk, muuito legal essa história, divertida e curiosa no mínimo…eu sempre sonhei namorar um japa nativo, mas acho que não acontecerá nessa vida…rsrsrs

  10. Marx

    Típico do vagabundo cachaceiro. Cinco anos inúteis no japão, q vergonha hein.

  11. MISTER Z,
    desculpa, mas eu não gosto de ver este tipo de comentário aqui no blog. não deletei porque não avisei, mas da próxima vez vou deletar ok? não estou defendo o marx, apenas não gosto de xingamentos aqui no blog. espero que compreenda ; )

  12. Ka tu viu o jogo?Brasil 3×1 na Argentina.É muito bom ganhar dos nossos hermanitos.Como vc está?Curtindo muito ou trabalhando muito?Beijinhos pra ti

  13. É a primeira vez q entro no site..Mas tô adorando…Adoro conhecer novas culturas…
    Ahh e essa coisa de filipinos(as) comprometidos(as) namorarem outras pessoas é maaais do que normal…No Japão tive a oportunidade de conhecer muitos filipinos e filipinas…até aprendi a falar o tal do tagalog…kkk
    Tanto eles quanto elas tinham alguém esperando,as vezes até eram casados(as) e com filhos..Mas todos e todas tinham outra pessoa no Japão…
    Eles são muito carinhosos mesmo até mesmo com as amigas…Mas pelo fato de trairem ,são chamados de “PARO PARO” …que no português são os galinhas…rs..A explicação que me deram foi = “BORBOLETAS…..pq voam de flor em flor” !!!

  14. Nossa, esta japinha parece ser tão linda!
    Eu aqui louco para conhecer uma japonesinha assim, e ela com dois homens enrolados…
    Karina, vc por acaso não teria o contato dela? tenho tanto amor guardado!!!

  15. Ola! Eu estava dando uma fuçadinha no google quando entrei no seu site. A-M-E-I! Eu sempre gostei do japão (estou sempre cantando musicas japonesas e desenhando mangá ^^), então, quando vi se blog cheio de curiosidades do japão, fiquei super animada! Vou começar a seguir seu blog!

  16. Mana, que história… e mais legal ela contar assim, na maior naturalidade. Quando crescer quero ser igual a ela!!!

  17. Para Fernanda

    PARO PARO quer dizer galinha, na língua deles?
    ahhh, essa palavra é muito boa, agora vou dizer para a Filipina que trabalha comigo, pois acho que ela é doente, pois ela mostra que é uma mulher de respeito, casada com filhos, mas por trás, trai o marido com todo homem que lhe dá corda. Ai..ai..ai…

  18. uia eu nem sabia q estava linkada aki rs
    estou te linkando tb ^^ bjos

  19. HIDEMI,
    (^_^)v

    MARGARETH e FERNANDA,
    nossa, será que isso faz parte da cultura deles?? já ouvi falar que os gregos acham normal ter vários parceiros, mas dos filipinos não sei…

    CIÇA,
    hihihi… não vai virar paro paro, please! :p

    SÂMIA e FERNANDA,
    brigadíssima! sejam bem-vindas! agora tô em novo endereço e espero vocês por lá (^_^)v

    MARCOS,
    hihihi… desculpa, mas não vou passar o contato não. se não o blog vai acabar virando agência de namoro! hihihi… mas boa sorte na batalha por uma japinha ; )

    CRIS,
    não vi o jogo, mas vi o resultado e ameeei! gosto do maradona, mas contra o brasil é ótimo ver a argentina perdendo né!

    BEATRIZ,
    por que não? nunca se sabe! boa sorte ; )

    MARCIA,
    assisti à uma ou outra aula, mas fui a trabalho, fazer uma reportagem sobre intercâmbio de inglês nas filipinas. depois que sair a reportagem, eu conto no blog ; )

  20. Desculpe, Karina, mas as japonesas não são santinhas não. Elas conhecem muitos lugares que provavelmente não conhecemos. Só ver a enquete que saiu um Panorama Nihon.

  21. CLÉA,
    sim, você tem razão. há muitas japonesas prafrentex! mas eu acho que mais do que isso, elas são é muito racionais. escolhem o namorado/marido não pelo sentimento, mas pelo perfil dele. tenho uma amiga que disse que queria se casar porque já estava com quase 28 anos. arranjou um namorado e com menos de 1 ano se casou, em seguida teve filho e agora está louca para se separar. claro que o casamento não deu certo. ela só pensou na idade dela, na dele, no perfil dele e tal. acho que se tivesse esperado encontrar alguém especial, mesmo que fosse depois dos 30, ela estaria mais feliz. mas pelo jeito, ela só pensou em se casar e ter filho antes dos 30. sei lá, por achar que é mais difícil encontrar um marido depois dos 30 ou por se sentir atrasada…

    no caso da andy, não acho que seja safadeza. ela apenas quer se casar e ter uma família feliz. mas como o namorado não dá muita atenção nem quer saber de casamento, ela caiu na lábia do filipino. mas eu no lugar dela, primeiro terminaria com o japonês né :p

  22. Muito legal, as japonesas estão ficando igual as brasileiras, mente mais aberta, mais exigentes, acho isso muito legal, porque namorei algumas japonesas e sempre achei que elas fossem muito racionais e cheio de compromissos. Interessante essa bandeira dos eua na camisa da japa, porque se fosse no Brasil nao ia ficar muito legal, rs. Diferente das ocidentais que são cristãos, as japonesas não tem senso de castidade, isso é fato! faz parte da cultura provinciana japonesa. Agora com o advento da globalização os japoneses vão ser forçados a mudar os hábitos e a valorizar mais a castidade para não ficar com cara de corno. hihihi…

    Mudando de assunto…. passei por aqui e gostei de seu blog. Bons conteudos, fornece uma visão neutra e positiva do japão. Parabéns.

  23. Parece novela 😛

  24. Japoneses são tudo puxa saco?

    Nesta parte eu concordo. As japonesas são realmente doidinhas por ianques. Nos anos 90 eu estava cursando no shogakko e teve uma excursão no Monte-fuji, lá no estacinamento do Monte-fuji tinha um grupo de milicos ianques fazendo treinamento, foi a maior puxação de saco que ja vi. As meninadas estavam muito assanhadas, pediam autografo dos soldados e falavam kakkoii, sugoi, ah e tal, não sei quê, tudo puxação de saco de ianque. Que piada! Esse eh o resultado de um sistema educacional eficiente, muita diciplina e baixo QI e muita puxação de saco…kkkk

  25. Ola Karina, parabéns pelo posts sobre a viagem nas Filipinas.
    Acho que cada um é responsável pelo que faz da sua vida, independente de ser japonesa, filipina ou brasileira.
    Aqui no Japão muita gente, inclusive eu, fica bitolada por causa do excesso de trabalho e sua reportagem mostra que tem bastante gente, inclusive japoneses, indo estudar, conhecer e aprender coisa nova.
    Quando eu tiver oportunidade, também gostaria de passar uma temporada fora do Japão para ver coisa nova.
    Abraco!!

  26. Desculpe, sera estou louco bitolado? talvez huahuah….meu comentario foi em relação a estampa da camisa da japonesa, q ridiculo!

  27. É interessante notar que no Japão ainda prevalece um forte preconceito em relação ao namoro e casamento com filipinas, tailandesas e indonesias etc, por causa d imagem associado a prostituição. Mas hoje em dia, existem muitas exceções, tem muitos casais mistos no japão.

  28. Rogerio Shiroma

    Eh verdade, nas Filipinas nao existe divorcio porque a igreja catolica ainda tem muita influencia sobre as leis. O que pode ser feito eh anulacao do casamento para que as partes possam casar novamente, mas o registro do casamento anterior continuara.

  29. pois ja fui ex aluno de arti marcial ex aluno de konguifu meu mestre era japones faleceu em 1993 . porisso gostaria de conhecer japonesas lindas solteiras de 29 e 30 anos para sermos bons amigos . agradecido edu . camilo@39lopezhotmail.com

  30. minha linda futura sócia das duplicatas protestadas nunca me falou nada sobre esse babado aí de PARO PARO, ha ha ha, eu vou perguntar a ela imediatamente.

  31. Adorei o cantinho aq….
    A maioria dos meus visinhos sao Philipinos,acho um povo animado e sempre alegre…..Eles parecem até Brasileiros rsrsrsr
    bjs
    http://segredosdajana.blogspot.com/

  32. Eu adoooooorei o seu Blog, num tem nenhum e-mail, face, alguma coisa além do seu BLOG, Muuito bom, continue no deixando informadas, sobre essa cultura.

  33. Obrigada, Marcela!

    Eu estou no Facebook: http://www.facebook.com/profile.php?id=712816907 (Karina Almeida)

    E no Twitter: @meujapao

    E o novo endereço do blog é http://www.meujapao.com

    Passa lá! Beijos!

  34. Oi Karina faz muito tempo que eu não te visito.
    Eu te escrevia com certa regularidade mas devido a algumas exigência
    referente a “skills” profissionais comecei a estudar ingles diariamente
    num curso via skype cujos professores são todos das filipinas.
    Confesso que tive um certo receio , de inicio, devido ao sotaque carregado
    típico deles mas, com o tempo eu ví que isso não é importante já que o ingles
    é composto por dezenas de sotaques.
    Eu adquiri certa fluência, devido também ao fato de ter feito um bom curso no
    Brasil durante o período de graduação. Mas passados quase 30 anos sem
    usá-lo (quase revelo a minha idade! rs) perdi a fluência adquirida na época.
    Agora estou pouco a pouco recobrando a fluência.

    Recentemente comecei a pesquisar na internet sobre um intercâmbio de 10 dias nas Filipinas já que os custos seriam bem mais baratos. Eu não poderia fazer um curso de 1 mes já que tenho dificuldades de conseguir a permissão.
    Mas agora no final do ano vamos ter 1 semana de férias e mais uns 3 dias (no máximo) de férias remuneradas a que tenho direito, seriam suficientes para este propósito.

    Gostaria que voce , Kariana ou os seus seguidores do blog me ajudasse a encontrar esta possibilidade. Agradeceria muito por isso.

    Espero que tudo caminhe bem com voce nesta nova fase de sua vida!

    Abraços

  35. acho bacana éssa divisão de cultura se um dia eu pude se eu visitaria o japão sem duvida um abraço.

  36. primeira vez que entro ak mas os japoneses nao sao todos iguais so fanatica em japa adoro eles cultura e tal ainda kero casar cmum japa ^^

  37. Nossa… Isso é que é relacionamento moderno. Inteligente nada essa japonesa. Ganhou respeito. u-u

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s