Novo endereço

Toquio3Peço mil desculpas por mudar de endereço mais uma vez, mas acredito que a mudança seja para melhor.

Acabei de estrear o blog no Portal O Tempo. É um grande portal de notícias de Belo Horizonte, a minha terrinha, e esta será uma oportunidade de mostrar o Meu Japão para muitas outras pessoas.

Espero que todos vocês, leitores antigos e novatos, me acompanhem! O endereço mudou, o blog não ; )

Aguardo os pitacos por lá: http://www.meujapao.com

Anúncios

47 Respostas para “Novo endereço

  1. Pode deixar que eu vou lhe acompanhar por onde você for Karina, (menos no twiter¬¬) porque já me viciei no seu blog, boa sorte nessa nova empreitada.

  2. Oiie,Karina tudo bom estava passando pela neet pesquisando sobre veloxes furiosos ai fui para no seu blog!!
    sou brasileira e tbm sou apaixonada pelo japãp quando foor maaior voou juntar as rooupás e ir para Tokio e o que meu coração maanda eu faazer ,e seenpre siigo ele naas miinhas deecisões!!
    maas tokio e uma cidade maravilhosa eu fiquei doida com a Historia da Japonesa que tinha dois namorados!!
    aki no brasil ela iria sofrer um Preconceito mas é!! beijo Karina e parabéns pelo seu trabalho!!

  3. é isso aí, casa nova, vida nova.
    que foto linda heim? dá até um certo medo dessa ponte aí, tão imponente, e a gente tão pequenininha perto dele né.
    beijão e sou leitora cativa
    madoka

  4. O suicídio é o maior produto de exportação do Japão?

    Já que o suicídio está bem incorporado nos padrões comportamentais japoneses, a prevalência do suicídio não é assunto negligenciável. As últimas estatísticas da Agência de Polícia Nacional Japonesa diz que o número em 2003 chegou a 34.427 (27,0 por cada cem mil habitantes). De acordo com o Ministério da Saúde e do Trabalho Japonês, depois da segunda guerra mundial, o Japão passou por três ondas de suicídio. A primeira onda teve seu ponto mais alto em 1958, com 23.641 mortes; a segunda alcançou o máximo em 1986 com 25.667 mortes. Atualmente, estamos no meio da terceira onda, que começou em 1998. Estas ondas são observáveis não somente em termos do número, mas também em termos da taxa por cada cem mil habitantes.

    A alta taxa de suicídio no Japão também tem sido assunto de muitas discussões. Muitas coisas foram observadas em relação a estas estatísticas, mas as características do gênero são particularmente merecedoras de nota. As estatísticas de suicídio claramente mostram que os homens cometem mais suicídio que as mulheres, e esta característica está sendo acentuada ultimamente.

    O novo fenótipo

    Porque nós estamos em uma “nação de suicídio”, o assunto do suicídio periodicamente volta à tona, graças à mídia que se aproveita para debater este assunto quando não há outros mais interessantes. Em meados dos anos 80, nós tivemos uma vasta cobertura do suicídio devido ao ijime (ser abusado por colegas mais velhos ou mais fortes) entre crianças de escola. Outras vezes, nós observamos jovens suicidas seguindo o exemplo de seu ídolo depois da cobertura massiva da mídia do suicídio de alguma figura carismática. Toda vez que a imprensa dá cobertura a tais incidentes com detalhadas informações, algumas pessoas imitam o suicídio. É como se as razões e os métodos do suicídio tivessem sido sugeridos pelo discurso da mídia.

    E a mesma coisa pode ser dita sobre as reportagens recentes sobre os pactos de suicídio ligados à Internet. Ao navegar pela database do Asahi Shinbun, um importante jornal japonês, usando palavras chave como “internet” e “suicídio”, pode-se descobrir que um incidente específico de pacto suicida primeiro ocorreu em outubro de 2000, mas foi noticiado sob a costumeira manchete de Shinjyuu. Embora as vítimas mal se conhecessem, suas histórias não mereceram a continuação da reportagem em dias subseqüentes. Em fevereiro de 2003, outro pacto suicida foi noticiado, e se tornou um marco para os pactos de suicídio pela Internet no Japão, devido à extensa cobertura jornalística. O artigo falava de um jovem e duas mulheres que se encontraram na Internet, e se mataram com gás, usando “briquetes.” O Asahi Sinbun e outros órgãos da imprensa continuaram fazendo reportagens com histórias novas a cada dia. Alguns outros pactos de suicídio com briquetes ocorreram em março, e foram seguidos por incidentes ocasionais do mesmo tipo até os dias atuais.

    Belo Japão! Um país tão rico, mas pobre de espírito! um povo sem alma, sem amor pela vida! Japão, é a terceira potencia economia do mundo, mas a qualidade de vida é inferior à da Italia.

  5. Um milhão de jovens japoneses
    vivem trancados em seu quarto

    Para os jovens que moram com a família, o quarto costuma ser uma extensão da personalidade, o “esconderijo” que lhes permite ficar horas isolados, falando ao telefone, ouvindo música, vendo TV, surfando na internet ou simplesmente sonhando. No Japão, esse hábito tão comum produziu uma variante perversa – um contingente que permanece recluso no casulo doméstico não apenas por algumas horas, mas por meses e até anos a fio. Estima-se que mais de 1 milhão de japoneses entre 16 e 30 anos, 80% deles do sexo masculino, vivam nessa situação, já classificada como doença pela literatura médica japonesa. Eles são chamados de hikikomori, palavra que significa “recluso” ou “isolado da sociedade”.

    Sustentados pelos pais, os hikikomoris dormem a maior parte do dia e ficam acordados à noite para evitar contato com as outras pessoas da casa. Passam o tempo vendo TV, jogando games ou navegando na internet. Aproveitam a madrugada para rápidas visitas a lojas de conveniência para comprar comida e revistas. O contato social quase sempre se resume a relacionamentos virtuais com pessoas que não conhecem. É fato que alguns sofrem de doenças como depressão e esquizofrenia, mas a grande maioria não demonstra sinais de desordem psíquica ou neurológica. Eles simplesmente querem se isolar do mundo.

    Na opinião de psiquiatras japoneses, esses eremitas modernos são vítimas dos próprios costumes do país. No Japão, os jovens sofrem imensa pressão para obter sucesso nos estudos e para se moldar às normas no trabalho e na sociedade. Os hikikomoris são aqueles que não agüentam a pressão e preferem retirar-se da comunidade a competir com os outros. Como expressar os sentimentos é um comportamento malvisto entre os japoneses, eles também preferem guardar para si suas angústias. Aos olhos de um brasileiro causa espanto o fato de os pais desses jovens compactuarem com eles no isolamento. Mais uma vez, pesam aí os costumes. Numa sociedade que prega a homogeneidade, os pais acham melhor esconder os filhos em casa do que expor publicamente sua incapacidade de adaptação.

    “Se você tem um filho que destoa da média, isso é motivo de grande vergonha”, diz a psicóloga japonesa Kyoko Nakagawa. “Por isso, os pais preferem ocultar o problema e não tomar nenhuma atitude para não se sentir humilhados.” Por enquanto, a tarefa de ajudar os solitários tem sido realizada por redes de voluntários, muitos deles pais de hikikomoris. Para o psiquiatra japonês Tamaki Saito, é preciso mais do que isso para solucionar a epidemia de reclusão social. “Uma sociedade que abandona os fracos e só valoriza os fortes não é uma sociedade de verdade.”

    Esse é o Japão que ninguem divulga, um país rico, mas culturalmente doente, alienado, suicida.. Por que todos asiaticos, chineses, coreanos, filipinos, indonesios, tailandeses e australianos detestam os japoneses? Coisa boa não deve ser!

  6. EURICO,
    esse não é o japão que eu divulgo mas muitas pessoas, assim como você, divulgam esse japão sim.

    no meu caso, eu mostro o japão que eu vejo, que eu convivo. não sou historiadora, sociológa, nada disso. eu não estudo o japão, apenas vivo aqui.

    e pelo meu blog dá para ver que eu vivo num japão muito legal. um país bonito, limpo, organizado, seguro, onde os serviços são de primeira qualidade. e, felizmente, tenho muitos amigos japoneses maravilhosos, que eu adoro.

    mas, claro, o blog é sobre o japão e acho saudável receber comentários de diferentes pontos de vistas. acho bacana os leitores levantarem questões que eu não levanto.

    por outro lado, espero que compreendam o meu ponto de vista. mostro o meu japão. aquele que faz parte da minha vida.

    esse japão super legal, que eu decrevo no blog. sei que não é o mesmo japão de muitas outras pessoas. cada um tem a liberdade de mostrar o que vê, o que pensa né ; )

  7. e o feed do novo blog??
    pq eu so leio pelo google reader vc sabe né sem tempo para ficar indo nos blogs
    os blogs q venham ate a mim 😀

  8. nossa, vou sentir saudades desse blog , é lógico que vou te acompanhar no outro endereço.

  9. @Eurico
    Cara eu li 5 linhas do que vc disse e sinceramente não passa de enxeção de linguiça. Você poderia fazer uma matéria para um jornal/revista com esses seus argumentos, imagina só: “O Japão sem alma” , daria até prêmio. Só não publica esse tanto de linhas sobre o Brasil que é atentado ao governo (a não ser que vc trabalhe com o datena :D) .

    @Karina
    Eu discordo sobre esses tipos de “ponto de vista”, quando vc lê um blog vc viaja com ele, tenta sentir a mensagem que o post passa e isso que é legal. Comentários que “tiram” essa magia são completamente ridículos e sem fundamento.
    Bom,
    mudando de assunto, vamos ao novo blog!

  10. Acabei de descobrir o blog. Muito bom. Tenho uma loja chamada Japonique em São Paulo, e um blog: http://www.japonique.com.br
    Abraço e boa sorte.

  11. Que maneiro Karina! Fico feliz que tenha mudado de endereço. Não pelo fato de mudar simplesmente, mas sim porque acredito que você ganhará muito com isso! Imagino o quanto deve ser gostoso escrever para um meio da nossa própria casa, nossa terrinha! Parabéns por mais essa conquista! Qto aos comentários sobre um Japão diferente do seu, eu acho que é perfeitamente normal que apareçam. Cada pessoa tem uma vivência e um ponto de vista diferente. Se o cara é infeliz na Coreia, ele vai falar mal da Coreia. Se o infeliz se der mal na Groelândia, ele vai marretar a Groelândia tbm! Mas se um outro alguém for super feliz na Faixa de Gaza… ele vai falar bem de lá!! Tudo depende da vivência e da cabeça de cada um. Qualquer país do mundo tem lá suas virtudes e defeitos. Japão, Brasil, Estados Unidos, China, Indonésia, Filipinas, Tailândia, Austrália…NÃO existe país perfeito! Mas por favor, não mude o Japão que você mostra no seu blog! As pessoas NÃO precisam e NÃO devem pensar todas iguais e terem a mesma opinião sobre um mesmo país!! Quem gosta, gosta, quem não gosta, que monte outro blog ora!! Parabéns mais uma vez pela conquista!

  12. Eurico não é só o Japão que têm problemas com jovens todos os países do mundo tem.

  13. Eu entrei no blog da Karina pq ela divide conosco a vida dela no Japão.Sinto como se a conhecesse.Deve ser pq ela escreve de um jeito que nos faz sentir como se nos que morassemos no Japão tb.Ela escreve de um jeito informal que nos facilita entender.Ela não só fala da vida dela no Japão como ela nos mantem informado contando tudo o quê acontece no Japão.O blog dela é de utilidade pública,rsrsrs.Mas é verdade,pra nós que temos o sonho de morar no Japão esse blog é MARA.Quando leio esse blog é como se eu que morasse aí,não dizem que quem lê viaja?então viajo em meus pensamentos de um dia morar aí,não sei se vou conseguir realizar esse meu sonho,mas vou sonhando,dizem que sonhar não custa nada.Agradeço a Ka por ela compartilhar um pouquinho da vida nela conosco,muito obrigada Ka não só em meu nome mais em nome de todos que te seguem.Continue assim!Você é MARA!Obrigada

  14. Ka nós te amamos!

  15. CRIS,
    nossa, fiquei até emocionada! brigadíssima! fico muito feliz de saber que o meu japão é de utilidade pública! hihihi… a ideia é essa mesmo! eu faço o possível para levar o japão até vocês. mesmo àqueles que moram aqui. afinal, o japão é pequeno mas tem muuuuuitas coisas, que nem todo mundo vê. eu mesma aprendo muito e me divirto com outros blogs. sem contar as amizades né! ganhei muuuuuitos amigos legais. também sinto que te conheço pessoalmente! brigadíssima sempre. bjinhos!

    CARUSO,
    amei seu comentário! maneiríssimo! hihihi… valeu mesmo! brigadíssima!

    MARCELO,
    brigadíssima! vou visitar seu site também ; )

    JEFERSON,
    vejo você por lá!

    ALESSANDRO,
    é só cadastrar seu email lá! ou então, eu deixo comentário no seu blog pra avisar! hihihi

    NOTURNO,
    hahaha… então te vejo lá no blog novo. no twitter não né. entendi. não tem problema. vou contar um segredo: o blog é o mais importante. pro twitter, eu não ligo muito :p

    CRISTIANE,
    legal! bem-vinda!

    MADOKA,
    essa ponte é demais! tóquio é linda né!

    bjinhos, pessol!

  16. Oi, estava olhando blogs orientais e deparei com o seu.
    Simplesmetne AMEI.
    EStá de parabéns.
    Mas gostaria de fazer uam pequena ropaganda… hahahah. Fiz um blog oriental, tento de falar um pouco de tudo: Músicas, filmes, culturas, artistas com relação a Coreia, China, Japão e Taiwan.
    Então gostaria de pedir se poderia me afiliar ao seu blog e você ao meu?
    Se não puder, tudo bem ^^
    O meu blog é http://www.asianclover.wordpress.com
    E todo apoio e ajuda será bem vinda.
    AHhhh e eu pegarei rechos do seu blog e colocarei no meu, mas pode deixar que os créditos são todos seus, e eu o lincarei tbm =D
    Obrigada.
    Jenni

  17. Inacreditável! Esse dekassegui condena o japão e ao mesmo tempo protege e apoia os chineses e coreanos. Brasileiro torcendo para Argentina, q absurdo.

  18. Karina-sama! Que legal você escrever para “O Tempo”! Parabéns! já lia esse jornal, mas agora não vou perder nenhum! Um grande abraço e boa sorte!

  19. Pois é, o Japão não é um paraiso, tem muitos problemas humanos, No Japão as pessoas são solitárias porque constroem muros ao invés de pontes, muitas pessoas vivem sem apoio emocional e pscologico. Esse sistema impiedoso e insensível que só valoriza os vencedores está gerando pessas alienadas e materialistas. Os proprios japoneses admitem que a nação esta humanamente falido, sujugado e derrotado por fatores cultural e geopolitico. Mesmo assim amo Japão.

  20. COMO FAÇO PRA COMENTAR NO NOVO BLOG, EU POSTEI MAS NÃO VI MEU COMMENT…:(

  21. não consigo aceder ao novo site

  22. nao consigo ver o novo blog

  23. sou novo noo blog vou acomponhar as postagens!

  24. Olá, comecei a acompanhar seu blog ontem, e estou viciado.
    Fiquei curioso com uma coisa, você é descendente de japonês? Se não, como conseguiu ir morar ae?
    😀

  25. Oie
    estou gostando d mais de conhcer “seu Japao”.
    Eu sou minerinha tambem, mais as vezes acho q sou oriental de Tokio mesmo.
    ^^
    Sou apaixonada por essa cultura, essas pessoas diferentes, nossa e´diferente d mais …eu acho.

    Vontade de conhecer o japao =/

    tah q meu comntario n foi muito util.. mais vou continuar vindo aq assim mesmo..

    ^^rs
    obrigada pelas informaçoes do Japao, adoroo!

  26. João Pereira

    Àqueles interessados em ir ao Japão para estudo, existe um novo material de preparação, criado por um ex-bolsista BRASILEIRO, super completo.

    Acessem: http://www.GraduateInJapan.com

    Seria bacana divulgarem esse trabalho lindo.

    Sempre é bom o reconhecimento das pessoas batalhadoras do nosso país… abraço!

  27. Ola Karina-chan!

    Te confesso que estou apaixonada pelo seu blog, descobri a umas semanas atras e ja li quase tudo, o mais legal eh saber que lia suas reportagens no Japao quando ainda residia ai…
    Morro de saudades da Terrinha do Sol Nascente, hoje a um ano e 6 meses de volta ao brasil tenho matado as saudades por aqui.
    Vivi cada coisa que voce postas e acho bem legal relembras tantas coisas boas assim!
    Foram tempos dificeis tambem, mais hoje eh o que me conforta nesta nostalgia niponica!
    Natsukashi!!!!
    Continuarei lendo sempre!
    Beijokas em seu coraçao e aproveita o Nihon porque eu nao posso no momento!

  28. Olá tudo bem adoreiiiii demais o seu blog e queria que você ficasse sabendo de como ele pode ajudar. Pois é eu e meu namorado estamos querendo ir para o Japão no ano que vem e eu li todo seu blog e estou muito mais animada, você conta e explica muito bem as curiosidades do Japão. Nos estamos fazendo aula de japones e me deixa muito tranquila saber que você nao sabe todos os famosos Kanji estava realmente preocupada com eles rs.
    Bjs !
    Se puder responda gostaria de saber se você leu o post ^^

  29. Francielle Fernandes

    nossaaaa….fiquei em estado e choque quando encontrei seu blog.Eu amo o Japão, tenho 18 anos…sou muito novinha e também quero fazer jornalismo.
    Meu sonho é conhecer o Japão….
    Queria muito conversar com você a respeito daí.Pode ser?
    Se pudesse gostaria de trocar e-mails com você para que pudessemos conversar!
    Muitoo obrigadaa….
    Ah alias eu sou de Aracaju Sergipe- Brasil

    beijos e abraçoss! ^^

  30. ADOREI O BLOG
    ENTRA NO MEU E ME AJUDA A DIVULGA
    ESPERO Q VC GOSTE
    http://megumi-koi.blogspot.com/

  31. Ola Karina,já li vários posts quando o site estava em outro endereço.
    Gostaria de saber se é muito difícil de consiguir entrar no japão,se pra um jovem estudar ou trabalhar é dificil e o que precisa pra ir pro japão.

  32. Oi Karina,
    Nossa, eu fico tão feliz quando vejo coisas de brasileiros que moram no país das maravilhas *–* JAPÃO, meu sonho de consumo ! Parabéns pelo Blog viu
    *–* , também sou de BH, sou de Contagem , e se Deus quizer , vou morar aí também, e trabalhar na area das Artes Plásticas ou na de Moda .

    beijãao.

  33. Olá achei muito bacana teu blog e gostaria de expor aqui uma matéria que escrevi, um tanto indignado com ocidentais que colocam as questões entre Japão e Coreia sob um ponto de vista radical. Tive de escrever muitas vezes o texto e ainda assim parece que não sei se ficou bom. vale uma visita.

    http://haedong-kumdo-brasil.blogspot.com/2011/06/do-mi-mi-mi-ao-odio-velado.html

  34. Renis R. Silva

    Olá Karina, gostaria de uma orientação, estou interessadissimo em pedir uma revista do Japão. http://xsil.blogspot.com/2010/01/revista-sobre-carreira-de-takehiko.html?showComment=1308926119794#c7832363590734063094

    Queria orientação de como poderia pedir direto de uma loja do japão aqui para o brasil.

  35. Thiago Hirakawa

    Olá Karina…
    Muito bom este teu blog.
    Parabéns…!!!
    Você é a mulher da Romã?
    Que bacana….!!!

    Tenho uma história parecida com a sua.
    Sou de Goiânia.
    Também morei no Japão….Shizuoka-ken.
    Trabalhei na IB-Fox.
    Não sei se te conheci. Mas conheci profissionais da Rádio Fênix, Tudo bem e do Internacional Express. Inclusive, na loja que eu trabalha… vendia estes dois jornais. Suadades…!!!

    Fiquei fascinado com a profissão.
    Foi quanto tomei uma decisão. Regressar ao Brasil.
    E adivinha? Me formei em Jornalismo na Universidade Federal de Goiás.

    Penso em voltar ao Japão. Mas fico com receio do mercado.
    Como está a vida por aí?
    É possível trabalhar na área?
    Por favor, me retorne.
    Fiquei muito animado após conhecer sua história.
    Você é um exemplo.
    Agradeço muito.

  36. liliane da paixão sousa

    eu le sua historia sobre o japão e sobre que você consiguio fazer jornalismo em outro lugar parabens mas porque não volta para lar para viver com a familia e legal.não sou do japão mas ja visitei são paulo tem muitos jaoneses deve se legal namorar com japonês.

  37. Estou matando a saudade do Japão no seu blog muito bom amei rs… Sugoiii

  38. oi pode deixa vou te aconpanha

  39. Poxa.adoro a cultura japonesa…sou apaixonada principalmente pelos japinhas.ris ris…desde pequena tenho 20 anos e procuro um japones para namorar…sou industriaria em manaus-am,mas meu maior sonho e morar no japao.espero encontrar meu japones.ah como espero! S2 S2 ashiteru japan…e esse blog ta demaisssssss.adorei bju

  40. Elisabete Alfredo

    Olá, Karina me identifiquei muito com vc. pois amo Japones acho lindo os olhinhos puxados e quero me casar com japones…

  41. ola amei o seu blog 🙂

  42. Oooo eu de novo..ris ris
    Ai nao sei o que acontece..tive a oportunidade de sair com peruanos,bolivianos,alemao.nao quis nenhum….me pergunto porque…nao entendo o que se passa comigo as vezes acho que sou diferente…e por que essa atraçao enorme por japas NOSSSSAAA SO DE FALAR ARREPIA…eu simplesmente nao resisto qndo vejo um olinho puxadinho e um kbelinho lisinho,meus olhos brilham e o sorriso imenda.Aq em Manaus-am no polo industrial de Manaus-am,geralmente na empresa HONDA sempre aparecem uns japas de enloukecer.Qndo vejo aquele grupinho entao.AAIIIIIIIIII NOSSSSAAA MAEEEE”DA VONTADE DE COMER TODINHOS” ris ris ris ris…lindos fofos e charmosos.Sou brasileirinha,manauara legitima mas sou apaixonada pela cultura japonesa,principalmente pelos japinhas
    Algumas amigas da empresa me chamam de”CARETA”,que nao veem graça nenhuma em japas,mas eu suspiro por eles.E o pior esse meu ponto fraco e desde os 13anos ate agora aos 20.Espero o meu com muita ansiedade.Ai Karina me diz o que posso fazer,sera que talves o melhor e desistir? Sera que ha outras garotas brasileiras assim como eu? Com esse amor todo por japas? O que faço?

  43. Sou uma brasileirinha, da capital de manaus-am manauara legitima…nao sei porque mas uma coisa e certa :sou louca por japas…aq no polo industrial qndo vejo na empreza HONDA aquele grupinho..NOSSSSAAAA “DA VONTADE DE COMER TODINHOS” LINDOS FOFOS E INRESISTIVES PRA MIM.Agumas amigas da empresa ate brincam comigo e dizem que nao veem graça nenhuma em japas que sao esquisitos mas eu acho totalmente o contrario…tenho 20 anos e as vezes acho que sou diferente sera que ha meninas como eu?que tmbm adoram japas nossa meus olhos brilham por eles…nao sei por que.Karina o que eu faço? Desisto disso tudo ou isso tudo vai passar? Dos 13anos ate agora ja e um bom tempo ne! Espero uma forcinha pelo menos de insentivo ou desistencia…bbjjusss

  44. Olá Karina , bom dia! Gostaria de pedir um favor pra você , mas não consegui um contato particular e reservado com você , então vou pedir por aqui mesmo ok! Quero que apague minhas postagens , pois elas estão aparecendo no Google e isso está me causando constrangimentos! Obrigado

  45. Oi Hudson! Deletei todos os seus comentários, como você pediu! Eram vários né! Haha… Espero que tenha ajudado ; )

  46. Gosto muito do seu blog! Muito útil quando precisei de um guia privado em tokyo!! O guia era ótimo!! Obrigado pela ajuda! Ano que vem estarei ai de novo

    Helio

  47. Acabei de chegar aqui, e adorei o conteúdo do blog. Só estou desanimadinha por que vi a data da última postagem que foi há anos atrás. De qualquer jeito, tô lendo e adorando aqui! Você escreve muito bem, parabéns!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s