Porco à milanesa com repolho

tonkatsuEste foi o meu almoço de hoje. Hummm…

Comi o famoso tonkatsu, carne suína à milansesa, servida com molho inglês (no meu caso, sem molho!) e repolho cru picadinho.

O meu prato veio também com uma tigelinha de arroz – sem tempero, claro – e outra de misoshiru, a tradicional sopinha de soja.

Escolhi esse prato só para matar a minha vontade de tomar sopa de soja com vôngoles (parentes das ostras) chamados por aqui de asari.

O chá verde eu dispensei. Eca! Preferi tomar água.

Quanto custou? A refeição completa (incluindo arroz, sopa e chá à vontade) custa 1.260 ienes. Mais ou menos 13,50 dólares.

Eu recomendo (^_^)v

Ops! Veio também uma porçãozinha de picles japoneses (tsukemono).

As baixinhas do vôlei

volei2A baixinha da seleção brasileira de vôlei é a Fabi, com 1, 69m.

Já as baixinhas do time japonês, Takeshita (à dir. na foto abaixo) e Sano, medem 1,59m!

Fora das quadras elas devem ser consideradas relativamente altas, pois são muitas as japonesas com pouco mais (ou até menos) de 1,50m de altura.volei

Taí (deu saudade do guaraná Taí! Hummm) uma diferença que não passa despercebida para os brasileiros no Japão. Elas são baixinhas sim. E eles também. É claro que existem muitas exceções, mas a regra vale para a maioria.

Altura ou “baixisse” à parte, temos de comemorar o octacampeonato da seleção brasileira. Vocês devem ter visto que a final do Grand Prix foi hoje, em Tóquio, contra as japonesas (^o^)/

Detalhe: a Takeshita é considerada uma das melhores jogadoras do Japão. Ela joga muito mesmo!

Detalhe 2: nada contra as baixinhas! É só para lembrar que não é preciso ser gigante para jogar vôlei e que, no Japão, as baixinhas têm ainda mais chances. Aliás, até as modelos aqui são mais baixas ; )

Celular à prova d’água

rakurakuhonO modelo à prova d’água da Fujitsu, chamado RakuRakuHon 6, me fez lembrar de uma amiga que, recentemnte, deixou o celular cair dentro da privada.

Parêntese: cansei de esperar a versão integral do comercial chegar ao Youtube, mas o vídeo acima mostra uma parte (começa em 0:46).

Não penso em comprar, mas acho super legal. Vou indicar para a minha amiga (^_^)v

Tem romã no Japão!

karina-romanromanPara quem mora aqui não deve ser novidade, mas eu fiquei feliz de ver um pé de romã hoje. Nem me lembro da última vez que havia visto um, só sei que foi no Brasil.

Se colhi? Não. Aqui não dá para pegar uma fruta da árvore dos outros, mesmo quando os galhos estão para fora do muro. Ninguém faz isso e eu não seria mal educada de fazer.

A foto já me deixou satisfeita (^_^)v

Chegando em casa, corri para o dicionário português/japonês e aprendi mais duas palavrinhas: zakuro no mi  ざくろの実 e zakuro no ki ざくろの木. Respectivamente, romã e ramãzeira ou pé de romã.

NHK lança radionovela em português

onjuku-chiba“A Boa Sorte de Dom Rodrigo” é o nome da radionovela produzida pela NHK em comemoração aos 400 anos de amizade entre o México e o Japão.

Foram dois capítulos de 15 minutos, transmitidos em ondas curtas (se não me engano na semana passada), e agora a novela está disponível no site da rádio, em português!

A história pode não ser (diretamente) nossa, mas isso não é motivo para deixarmos de conhecê-la.  

Adorei ouvir uma radionovela – pela primeira vez, eu confesso – e saber que a amizade entre mexicanos e japoneses começou na praia que eu adoro: Onjuku, em Chiba (leia sobre esta praia aqui).

Agora entendi o que aquele cacto enorme com a placa Amigo Onjuku está fazendo lá. Tirei a foto acima em agosto de 2007.

Para ouvir a radionovela e ler o resumo da história em português, clique aqui.

Buzzer Beat e a música da semana

Buzzer_Beat-bannerA música mais tocada desta semana no Japão foi uma que eu adoro. Adoro porque é tema da minha (atual) novela favorita, Buzzer Beat.

O “dorama”, como dizem os japoneses, conta a história de amor de um jogador de basquete e uma violinista. Ele sonha em se casar com uma cheerleader (que é uma bruxa e trai o probrezinho com outro jogador).

Ela começa a namorar o técnico do time dele (que é um gato, por sinal). Mas está na cara que eles – o Naoki e a Riko – foram feitos um para o outro.

A música é do grupo B’z e se chama Ichibu to zenbu, algo como “A parte e o todo”. Alguém aí já ouviu?

(para ver o vídeo abaixo é preciso clicar na mensagem que aparece em japonês, depois do primeiro clique. É que o vídeo só pode ser visto na página do Youtube. Ou seja, cliquem novamente que dá para ver sim. Brigadíssima!)

Meu Japão no Twitter

twitter_birdMeu medo era o vício, por isso resisti por tanto tempo à tentação de twittar.

Não teve jeito, o Meu Japão não poderia ficar de fora dessa :p

Vejo vocês por lá!

O endereço é muito fácil: www.twitter.com/meujapao